Manchester United apresenta prejuízos de 130 milhões de euros em 2021/22

por Lusa
EPA

O Manchester United apresentou prejuízos líquidos de 130 milhões de euros na temporada futebolística de 2021/22, apesar de a receita total ter aumentado 18%, para 667 milhões de euros, informou esta quinta-feira o clube inglês.

As contas do clube inglês revelam que as contratações de Cristiano Ronaldo, Jadon Sancho e Raphael Varane aumentaram a massa salarial do United em 19,1%, para 440 milhões de euros, que é o maior da história da Premier League, superior à do Manchester City, e a sua dívida aumentou 22%, para 588 milhões de euros.

Richard Arnold, presidente executivo do clube, assegurou que o objetivo continua a ser “ganhar jogos e fazer os adeptos desfrutarem” e que os resultados refletiram a recuperação após a pandemia de covid-19, sendo estes foram afetados pela ausência da digressão da pré-época no verão de 2021.

Em 2021/22, o Manchester United terminou a Premier League em sexto lugar, tendo ficado de fora da Liga dos Campeões desta temporada.

Além de Cristiano Ronaldo, os 'red devils' contam no seu plantel com os também portugueses Diogo Dalot e Bruno Fernandes.
pub