Benfica e Académica processam diretor de comunicação do Sporting

| Futebol Nacional

O Benfica e a Académica vão processar o diretor de comunicação do Sporting, Nuno Saraiva, por declarações em que insinua que a equipa B dos 'encarnados' facilitou a vitória da Académica, na sexta-feira, na II Liga de futebol.

"A Sport Lisboa e Benfica SAD determinou a instauração imediata dos competentes processos cíveis e criminais, no âmbito da justiça desportiva e civil, ao diretor de comunicação do Sporting Clube de Portugal, pela gravidade das suas afirmações", lê-se em comunicado do clube 'encarnado'.

O Benfica considera as declarações "totalmente absurdas, injuriosas e difamatórias" e ofensivas para com a reputação das instituições e de todos os seus profissionais, sublinhando que "devem merecer a máxima atenção por parte dos responsáveis das competições desportivas".

Já a Académica vem "desmentir, lamentar e repudiar as tristes e falsas declarações do funcionário sr. Saraiva" e diz que os seus dirigentes "encaminharam este assunto para o Departamento Jurídico para que, nos meios próprios, seja exigida a censura pública do interveniente pela violação grosseira de honorabilidade e bom nome, exigindo a reparação de todos os danos daí resultantes, que serão integralmente entregues a Instituições de Solidariedade Social".

"Não podemos admitir a subserviência ou servir propósitos profissionais do funcionário Saraiva e dos seus ataques a outros clubes. Somos maiores do que isso. Exigimos respeito. Demarcamo-nos dessas guerras e dessas atitudes. Tratamos com igual respeito e educação todos os clubes e, por isso, exigimos o mesmo tratamento. A Académica não admite que seja retirado brio ou mérito às suas vitórias", acrescentam os 'estudantes', que sublinham as boas relações com o Sporting, o seu presidente, Bruno de Carvalho, e demais órgãos sociais.

Em declarações proferidas na sexta-feira, na Sporting TV, Nuno Saraiva afirmou que "as suspeitas e evidências do polvo do Benfica é algo que extravasa muito as paredes do Estádio da Luz", relatando em seguida um episódio alegadamente ocorrido no Sporting B-Académica (2-2), que lhe causou preocupação e sobre o qual esperou até sexta-feira para perceber o seu significado.

"Quando a Académica foi jogar a Alcochete, há duas semanas, com o Sporting B (2-2), houve um 'sururu' no final com um dirigente da Académica que será facilmente identificado nas imagens. Não estava lá, mas foi-me relatado que, depois, o próprio presidente da Académica dirigiu-se ao treinador do Sporting B, Luís Martins, e disse-lhe: 'Isto é uma vergonha, tanto antijogo. Se vão acabar com a equipa B, nem se percebe o facto de não facilitarem. Depois vão querer os nossos votos para a AG da Liga. Daqui a 15 dias vamos ao Seixal e vamos ganhar fácil. Depois queixem-se", relatou Nuno Saraiva.

O diretor de comunicação 'leonino' acrescentou que outro dirigente da Académica disse o mesmo a Virgílio Lopes, responsável da Academia de Alcochete, e que o delegado da Liga destacado, Sérgio Ferreira, assistiu à parte inicial da conversa e depois afastou-se. "A verdade é que hoje a Académica foi ao Seixal ganhar por 4-0", completou Nuno Saraiva.


A informação mais vista

+ Em Foco

Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

    Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

      A Austrália enfrenta a maior seca de que há memória, afetando agricultores e criação de gado.