Gonçalo Santos quer Casa Pia a terminar época com uma imagem “ofensiva e audaz”

por Lusa

O treinador Gonçalo Santos apontou hoje que o intuito do Casa Pia para o final da I Liga de futebol é deixar uma imagem “mais ofensiva e audaz”, na receção ao Moreirense, da 33.ª jornada.

“A manutenção garantida traz-nos mais tranquilidade e qualidade de jogo. Esta equipa tem vindo a evoluir muito, a nível ofensivo e defensivo. Conseguimos marcar seis golos nos últimos dois jogos, mas, em grande parte da época, não conseguimos fazer golos. É um estilo de jogo ofensivo e audaz que traduz mais a nossa ideia de jogo e é a imagem que queremos deixar para a próxima época, a controlar o jogo e virados para o ataque, com um jogo ofensivo”, realçou o treinador, em conferência de imprensa de antevisão.

Gonçalo Santos surpreendeu na ronda transata, ao apostar num ataque móvel na visita ao Sporting de Braga, o que, apesar do desaire (4-3), resultou na abordagem ofensiva, podendo vir a replicar o sistema frente à e equipa “sensação” da época, a par do Arouca.

“O Moreirense é, talvez, a equipa ‘sensação’ do campeonato, ao nível do Arouca. Esteve sempre muito mais tranquilo na tabela e poucos acreditavam no início da época. Troca muito pouco a maneira de jogar, baixa um terceiro médio e sempre com muito jogo de corredor, com muita gente a jogar por fora. É uma equipa muito compacta, confortável e estável nessa ideia de jogo. Muito mérito do Rui Borges pelo que obteve”, expressou.

Na temporada de regresso à elite, em 2022/23, os ‘gansos’ somaram 41 pontos, uma pontuação que ainda podem replicar este ano, em caso de dois triunfos nas duas derradeiras jornadas, apesar das anunciadas alterações, sendo revelada a titularidade do guarda-redes Lucas Paes.

“Temos a manutenção garantida e confio em todos. Todos foram utilizados antes de a garantirmos e agora vão jogar alguns que não têm sido opção no ‘onze’ inicial, mas não por uma questão de dar prendas ou de valorizá-los. Vão entrar os que entendo que são os melhores para o jogo, com pensamento de lhes dar uma oportunidade extra”, disse.

O treinador Marco Silva, que orienta os ingleses do Fulham, admitiu na sexta-feira que o nome de Gonçalo Santos poderá estar na lista para integrar a sua equipa técnica, no lugar de Luís Boa Morte, que vai assumir a seleção da Guiné-Bissau na próxima época.

“O Marco Silva foi meu treinador no Estoril Praia, onde fizemos história. Somos amigos desde essa altura e temos uma relação muito próxima, mas não existe nenhum convite para integrar a equipa técnica dele. A única realidade agora é que estou muito feliz no Casa Pia e concentrado nos últimos dois jogos. Têm havido conversas internas para ver o que poderá ser melhor para a próxima época e é só nisso que nos focamos”, afirmou.

O Casa Pia, 11.º classificado, com 35 pontos, recebe o Moreirense, sexto, com 49, no domingo, a partir das 18:00, no Estádio Municipal de Rio Maior, em duelo da 33.ª ronda da I Liga, que conta com arbitragem de José Bessa, da associação do Porto.
pub