Sporting perdeu dois patrocinadores

| Futebol Nacional

Legenda da Imagem
|

O Sporting perdeu nas últimas horas dois patrocinadores. O Grupovarius que apoiava a equipa de judo e o grupo Inforphone, atual parceiro tecnológico do clube.

O Grupovarius diz que não quer fazer parte de um clube com a imagem manchada. E que vai rescindir o contrato devido à "arrogância e prepotência" de Bruno de Carvalho. Trata-se do principal patrocinador do judo, que pede também a demissão do presidente do Sporting. "A comissão executiva do Sporting Clube de Portugal deveria ter-se demitido, elevando assim os superiores interesses do clube e dos sócios. Uma vez que isso não sucedeu e a arrogância e prepotência falaram mais alto, não existem condições para continuar ligados a uma imagem de violência, escândalos e incongruências", alega o grupo.

A empresa pede mesmo desculpas aos sportinguistas "por não ter tido a visão nem o discernimento de perceber que a minoria tinha razão" sobre o homem que manda no clube.

O grupo Inforphone, atual parceiro tecnológico dos leões, anunciou também que irá desencadear os mecanismos legais para a desvinculação do contrato com o clube de Alvalade.

A empresa entende que a associação à marca Sporting está a ser prejudicial.

"Perante todos os acontecimentos e tomada de posição por parte da direção do Sporting Clube de Portugal, como administrador do Grupo Inforphone entendemos que já não existem condições para estarmos ligados a uma imagem que nos origina um sentimento de vergonha, arrogância e, acima de tudo, desrespeito pelo nosso esforço em investir no clube e estar associado ao mesmo", refere o presidente executivo Tiago Ramos, em comunicado.

Tópicos:

Bruno de Carvalho, patrocinadores, Sporting,

Pesquise por: Bruno de Carvalho, patrocinadores, Sporting,

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.