Taberna do pai do árbitro Jorge Ferreira vandalizada

| Futebol Nacional
Taberna do pai do árbitro Jorge Ferreira vandalizada

Um estabelecimento comercial pertencente ao pai de Jorge Ferreira, árbitro do jogo da última terça feira entre o Estoril e o Benfica para a Taça de Portugal foi vandalizado na última madrugada em Fafe.

As paredes da taberna que pertence ao pai de Jorge Ferreira apareceram pichadas. Numa das paredes apareceu escrita a frase, “aqui venera-se Calabote”, acompanhada da sigla da claque do FC Porto os “superdragões”, como mostra a foto do "Notícias de Fafe".

Jorge Ferreira contou o que se passou ao repórter da Antena 1 Carlos Rui Abreu.

A GNR fica mesmo em frente ao estabelecimento do pai de Jorge Ferreira, em Fafe, mas ninguém viu quem fez os distúrbios.

O juiz de campo sem medo só teme pela integridade física dos familiares mais próximos.

O árbitro dirigiu anteontem o jogo Estoril-Benfica que os encarnados venceram com um golo de Mitroglou já perto do final em que o marcador estava alegadamente fora de jogo.

Na última noite realizou-se a primeira mão da outra meia final da Taça em que o Vitória de Guimarães venceu o Chaves, em casa, por 2-0, com dois golos de Hernâni.

A informação mais vista

+ Em Foco

Houve aldeias ceifadas e vidas destruídas. O medo viveu ao lado de histórias de heroísmo. Contamos as estórias que agora preenchem dezenas de aldeias esquecidas, muitas pintadas a cinza.

    O incêndio de Pedrógão Grande provocou a morte de 64 pessoas e deixou mais de 200 pessoas feridas. Revisitamos os últimos dias com fotografias e imagens aéreas captadas com recurso a um drone.

      É uma tragédia sem precedentes que vai marcar para sempre o país. O incêndio de Pedrógão Grande fez 64 mortos mais de duas centenas de feridos. Há dezenas de deslocados.

      Nodeirinho é a aldeia mártir do incêndio de Pedrógão Grande. É uma aldeia em ruínas, repleta de casas queimadas e telhados no chão. Um cenário de desolação e dor.