V. Guimarães confirma Rui Borges

por Lusa
Miguel Riopa/AFP

Rui Borges é o novo treinador do Vitória de Guimarães, com um contrato válido por duas épocas, depois de se ter estreado na I Liga em 2023/24, pelo vizinho Moreirense, informou hoje o clube vitoriano.

Em nota publicada no seu sítio oficial, o clube vimaranense adianta que Rui Borges vai liderar uma equipa técnica ainda constituída pelos adjuntos Tiago Aguiar, Ricardo Chaves, Fernando Alves e José Pedro, que o acompanharam na vila de Moreira de Cónegos, e por Rui Cunha, Nuno Madureira e Douglas, elementos que já se encontravam no Vitória.

Depois de uma época em que igualou a melhor classificação do Moreirense na I Liga, o sexto lugar de 2018/19, e contribuiu para fixar o recorde de 55 pontos, o técnico de 42 anos continua no concelho de Guimarães, mas ao serviço do emblema da cidade.

No Vitória, Rui Borges prevê estrear-se nas competições da UEFA, na segunda pré-eliminatória da Liga Conferência Europa, depois do quinto lugar na edição 2023/24 da I Liga, alcançado com cinco treinadores ao ‘leme’ – Moreno, João Aroso, como interino, Paulo Turra, Álvaro Pacheco e Rui Cunha, também interino.

O ‘timoneiro’ vai cumprir a oitava época de uma carreira que se iniciou em 2017/18, no Campeonato de Portugal, então o terceiro patamar do futebol luso, ao serviço do Mirandela, o emblema da sua cidade natal, onde também concluiu um percurso de 17 anos como jogador sénior.

Depois de época e meia nos transmontanos, Rui Borges estreou–se na II Liga portuguesa a meio da temporada 2018/19, pelo Académico de Viseu, clube em que permaneceu até ao final da época 2019/20, e manteve–se no escalão ‘secundário’ para representar Académica (2020/21 e 2021/22), Nacional (2021/22) e Mafra (2022/23), clube que foi ‘rampa’ para o primodivisionário Moreirense.
pub