Liga dos Campeões. Duelo entre Atlético e Juventus termina empatado

por Inês Geraldo - RTP
Ronaldo tentou mas não conseguiu marcar Reuters

Uma grande partida de futebol foi jogada esta quarta-feira no Wanda Metropolitano. Atlético de Madrid e Juventus empataram a dois golos na primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões. Cuadrado e Matuidi colocaram os italianos em vantagem, Savic e Herrera marcaram os tentos que permitiram o empate.

Num jogo muito antecipado, pela presença de Cristiano Ronaldo e João Félix, o jogador de 19 anos foi o primeiro a dar sinal de perigo, com uma grande jogada em que leva o esférico até à área da Juventus e com um remate forte viu Szczesny fazer uma grande defesa para canto.

Na sequência da bola parada, Giménez voltou a causar perigo com um cabeceamento que passou por cima. Com o Atlético a entrar mais pressionante, Ronaldo foi o primeiro a testar os reflexos de Jan Oblak. De longe, o capitão português rematou forte para o esloveno encaixar.

A partida estava boa, com muita intensidade entre as duas equipas e Pjanic quase festejou com um remate do meio da rua que foi desviado para canto. Ronaldo voltou a testar Oblak com um cabeceamento, que o guardião colchonero defendeu com facilidade. A fechar a primeira parte, João Félix voltou a tentar o golo mas rematou muito por cima da baliza de Szczesny.

A segunda parte abriu com o golo da Juventus. Grande trabalhao de Cuadrado, que na área do Atlético, fletiu para dentro e rematou de pé esquerdo sem hipóteses para Oblak. Um remate forte e colocado que iniciou a festa italiana no Wanda Metropolitano. À hora de jogo, Giménez rematou por cima, a concluir uma grande jogada coletiva dos espanhóis.

Cinco minutos depois, nova festa para a Juventus. Ronaldo, a meio-campo, solicitou Alex Sandro pelo corredor esquerdo, o brasileiro cruzou com peso, conta e medida, e Blaise Matuidi, entre os centrais do Atlético cabeceou para o 2-0.

Pouco depois, resposta do Atlético. Na marcação de um livre direto, Giménez ganhou de cabeça o esférico e Savic só teve de encostar para o golo que encurtou distâncias para a Velha Senhora. Matuidi esteve perto de fazer o 3-1 mas Tripier cortou o lance com a baliza sem Jan Oblak.

Aos 82 minutos, Vitolo teve uma grande incursão pelo meio-campo da Juventus e proporcionou a Szczesny a defesa da noite. Aos 90, balde de água fria para a equipa de Sarri. Pontapé de canto batido para a área italiana e Héctor Herrera (entrou a meio da segunda parte) cabeceou triunfalmente para o golo do empate.

Festa dos colchoneros no Wanda Metropolitano, que antes do tempo de descontos, conseguiu recuperar de uma desvantagem de dois golos. A equipa de Diego Simeone ainda sofreu um susto, com Ronaldo quase a marcar o 3-2 com uma grande jogada individual. Com este resultado, ambas as equipas estão com um ponto, no Grupo D, que é lidera pelo Lokomotiv de Moscovo (venceu na Alemanha o Bayer Leverkusen).
Tópicos