Moto GP, Moto 2 e Moto 3 encurtam corridas para harmonizar calendário

| Motos

|

A distância percorrida em algumas provas de Moto GP, Moto 2 e Moto 3, do Mundial de motociclismo de velocidade, vai ser reduzida nas épocas de 2018 e 2019, com o objetivo de harmonizar a duração das corridas.

"Isso permitirá que algumas corridas tenham a mesma duração em cada evento do calendário do campeonato do Mundo, a fim de melhorar a organização e permitir aos difusores uma melhor organização do programa nos dias de corrida", revelou hoje a organização Moto GP.

A partir deste ano, na categoria principal, o Moto GP, serão encurtadas sete corridas, nos Grandes Prémios das Américas, França, Catalunha, República Checa e San Marino, em uma volta, em Espanha duas, e em Valência três.

No Moto 2, categoria intermédia que tem o piloto português Miguel Oliveira, as corridas americana, francesa, catalã, alemã, checa, japonesa, malaia e a de San Marino perdem uma volta, enquanto as de Espanha e Valência perdem duas.

Em 2019 serão feitas mais alterações no Moto 2 e Moto 3, mas nesse ano o Moto GP manterá o mesmo formato.

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.