Vitória de Guimarães eliminado da Taça de Portugal pelo Sintra Football

por Lusa
Os jogadores do Sintra Football festejam a passagem na Taça de Portugal Manuel de Almeida - Lusa

O Sintra Football, do Campeonato de Portugal, surpreendeu sábado o Vitória de Guimarães, da I Liga, na terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, num jogo decidido nas grandes penalidades, após 1-1 ao fim dos 120 minutos.

Elvis, aos 68 minutos, na conversão de uma grande penalidade, colocou o Sintra Football em vantagem, de grande penalidade, mas Davidson levou o jogo para prolongamento, aos 86. Nos penáltis, João Carlos Teixeira e Marcus Edwards desperdiçaram as suas ocasiões, enquanto a formação da casa apontou os quatro remates que dispôs.

O Vitória de Guimarães, com sete alterações face à derrota com os alemães do Eintracht Frankfurt (1-0), na Liga Europa, entrou melhor na partida e foram poucas as vezes que o Sintra Football ultrapassou o seu meio-campo defensivo nos primeiros 45 minutos.

Um cabeceamento de Poha à trave, aos 34 minutos, após cruzamento de Rafa Soares na esquerda, foi a melhor oportunidade dos vitorianos antes do descanso, não sem antes o Sintra Football chegar pela primeira vez com muito perigo à baliza de Douglas, que impediu o golo a Elvis com uma grande ‘mancha’.

No segundo tempo, a história do jogo foi distinta e o Sintra Football entrou mais atrevido nas transições atacantes, chegando mesmo à vantagem aos 68 minutos, numa grande penalidade apontada por Elvis.

Quando a surpresa parecia cada vez mais uma realidade, Davidson, que tinha entrado aos 77 minutos, evitou a eliminação dos vimaranenses no tempo regulamentar e igualou o encontro, aos 86, atirando a decisão da eliminatória para prolongamento.

No tempo ‘extra’, um mau corte de cabeça de Filipe Leão, aos 96, deixou a bola à mercê de Davidson, mas o brasileiro acertou mal na bola e, com a baliza deserta, atirou ao lado.

Na ‘lotaria’ das grandes penalidades, o conjunto lisboeta foi mais feliz e causou sensação, aproveitando os penáltis desperdiçados por João Carlos Teixeira e Marcus Edwards para seguir em frente na competição.

Jogo realizado no Estádio Municipal Mário Wilson, em Oeiras.

Sintra Football – Vitória de Guimarães, 1-1 (1-1 ap, 4-3 gp).

Ao intervalo: 0-0.

No final do tempo regulamentar: 1-1.

No final da primeira parte do prolongamento: 1-1.

No final do prolongamento: 1-1.

Marcadores:

1-0, Elvis, 68 minutos (grande penalidade).

1-1, Davidson, 86.

Marcadores nos penáltis:

0-1, Tapsoba.

1-1, Tino.

1-2, Rochinha.

2-2, Marco Gomes.

2-2, João Carlos Teixeira (defesa).

3-2, Elvis.

3-3, Poha.

4-3, Maurício.

4-3, Marcus Edwards (ao lado).

Equipas:

- Sintra Football: Filipe Leão, Filipe Gaspar, Marcelino, Marco Gomes, Maurício, Hélder, Nuno Sá (Braudílio, 103), André Soares (Horácio Jau, 81), Elvis, Tiago Etges (David Joshua, 60) e Diogo Lamas (Tino, 76).

(Suplentes: Pardana, Hugo Santos, Jaílson, Horácio Jau, Braudílio, Tino e David Joshua).

Treinador: Rui Santos.

- Vitória de Guimarães: Douglas, Lucas Soares (Davidson, 77), Tapsoba, Pedro Henrique, Rafa Soares (Florent, 105), Al Musrati, Pêpê (Bruno Duarte, 56), Poha, Rochinha, Marcus Edwards e André Pereira (João Carlos Teixeira, 69).

(Suplentes: Tiago Martins, Venâncio, Florent, Mikel, João Carlos Teixeira, Bruno Duarte e Davidson).

Treinador: Ivo Vieira.

Árbitro: Cláudio Pereira (AF Leiria).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Pedro Henrique (69), Hélder (73) e Horácio Jau (102).

Assistência: cerca de 1.000 espetadores.

 

 

Tópicos