Benfica arranca Ronda de Elite da "Champions" com triunfo a oito segundos do fim

por Lusa
Foto: Pascal Swier - Unsplash

Um golo de Jacaré a oito segundos do final deu hoje ao Benfica um 'suado' triunfo no arranque da Ronda de Elite da Liga dos Campeões de futsal, por 4-3, perante os eslovenos do Dobovec.

No Pallati i Rinise, na cidade kosovar de Pristina, que recebe o Grupo B desta fase do torneio continental, o Benfica, que vencia por 2-0 ao intervalo, com os tentos de Diego Nunes (01) e Afonso Jesus (12), foi surpreendido na segunda parte pelos eslovenos, a quem tinham goleado na ronda anterior da prova, há um mês, por uns expressivos 8-1.

Patrik Pasaricek (23) e Klemen Duscak (24) empataram o jogo, Gonçalo Sobral (26) fez o 3-2 para o clube da Luz, mas Ziga Ceh (33) igualou novamente. No entanto, Jacaré foi o 'herói' de um triunfo mais complicado do que o esperado, a antever o difícil embate de quinta-feira com o Kairat, que se perfila, na teoria, como o principal concorrente das 'águias' na corrida à 'final four', sendo que apenas se qualifica uma equipa por grupo.

Para além do guarda-redes André Sousa, lesionado de longa data, o Benfica encontra-se no Kosovo desfalcado de Ivan Chishkala, ausente por motivos burocráticos que o impedem de viajar para o país, e Edmilson Kutchy, a contas com uma contusão óssea.

Demorou 13 segundos até o primeiro golo do encontro surgir, por intermédio de Diego Nunes, a aproveitar uma recarga a um primeiro remate para colocar a equipa lisboeta na frente praticamente desde o apito inicial, demonstrando rapidamente ao que iria.

Nuns primeiros minutos de sentido único, o Benfica foi somando várias oportunidades para ampliar a vantagem, mas sem conseguir voltar a bater o guarda-redes contrário, algo que viria a acontecer novamente aos 12 minutos, com um tento de Afonso Jesus.

Através de uma boa jogada coletiva, protagonizada por Jacaré e Bruno Cintra, na qual o segundo rematou cruzado em direção à baliza e surgiu Afonso Jesus a encostar para o golo, as 'águias' ficaram mais confortáveis no jogo, mas sem a devida tranquilidade.

Fruto também de alguma displicência na finalização, o Benfica viu o Dobovec começar a ameaçar a sua baliza nos instantes finais do primeiro período, sendo definitivamente surpreendido no reatamento, com dois golos em um minuto para o conjunto esloveno.

Aos 23 minutos, Patrik Pasaricek surgiu isolado e levou a melhor diante de Léo Gugiel, mas a surpresa não se ficou por aí: somente 55 segundos depois, o Dobovec chegou ao empate, na sequência de um canto de Dasaiev, que Klemen Duscak atirou de primeira.

O treinador Mário Silva, que celebra hoje o 43.º aniversário, manifestava desagrado ao assistir à reação contrária, que fugia ao que era expectável, mesmo depois de Gonçalo Sobral recuperar a vantagem lisboeta, aos 26, num lance de insistência junto da baliza.

No entanto, o Dobovec resgataria novamente a igualdade, aos 33, numa perda de bola dos 'encarnados' que Klemen Duscak aproveitou para, num bom trabalho individual, tirar um defesa benfiquista do caminho e entregar para Ziga Ceh finalizar com sucesso.

O golo do triunfo surgiu no último 'suspiro', a oito segundos do final, numa bela jogada que se iniciou num passe longo de Bruno Cintra até Arthur e este cruzou de primeira para a cabeça de Diego Nunes, com o 'salvador' Jacaré a encostar a bola ao segundo poste.



Jogo realizado no Pallati i Rinise, em Pristina.

Benfica -- Dobovec, 4-3.

Ao intervalo: 2-0.

Marcadores:

1-0, Diego Nunes, 01 minuto.

2-0, Afonso Jesus, 12.

2-1, Patrik Pasaricek, 23.

2-2, Klemen Duscak, 24.

3-2, Gonçalo Sobral, 26.

3-3, Ziga Ceh, 33.

4-3, Jacaré, 40.



Equipas:

- Benfica: Léo Gugiel, Afonso Jesus, Diego Nunes, Lúcio Rocha e Higor de Souza. Jogaram ainda Gonçalo Sobral, Jacaré, Arthur, Bruno Cintra, Carlos Monteiro, Bruno Coelho, Silvestre Ferreira e Rocha.

Treinador: Mário Silva.

- Dobovec: Marko Pecek, Ziga Ceh, Davor Kanjuh, Klemen Duscak e Denis Knezevic. Jogaram ainda Dasaiev, Luka Smiljanec, Niko Cesarec, Patrik Pasaricek, Dino Pasaricek, Leon Jedvaj e Thomas Pihler.

Treinador: Kujtim Morina.



Árbitros: Cédric Pelissier (França) e Bogdan Hanceariuc (Roménia).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Ziga Ceh (25), Davor Kanjuh (29), Rocha (31), Léo Gugiel (34) e Dino Pasaricek (39).

pub