Benfica sagra-se campeão nacional de futsal

| Outras Modalidades

|

O Benfica sagrou-se domingo campeão nacional de futsal ao vencer o Sporting por 4-3, no quinto jogo da final do campeonato, pondo fim a um jejum de três anos, épocas em que foram precisamente os ‘leões’ a vencer o troféu.

Os sete golos do encontro foram marcados na primeira parte do, com o Benfica sempre a liderar o marcador e o Sporting a correr atrás do resultado. Depois de ter ganhado o segundo e terceiro jogo, a equipa de Joel Rocha carimbou o oitavo título de campeão perante o seu público, num pavilhão completamente lotado, depois de ter terminado também como líder na fase regular, com a melhor defesa e o melhor ataque.

O jogo arrancou com o Benfica mais acutilante no ataque, e Guitta desde cedo a destacar-se na baliza do Sporting, após remates de Fábio Cecílio e Fernandinho.

O Sporting equilibrou após os dois minutos, mas num contra-ataque Cecílio deixou a baliza ‘leonina’ a estremecer com um remate à trave. O Benfica voltava a estar melhor e, no espaço de meio minuto, Raúl Campos materializou o ascendente das águias por duas vezes. O espanhol, que ainda não tinha jogada nesta final, inaugurou o marcador com um remate ao ângulo e depois aproveitou um erro do Sporting na saída para o ataque e picou sobre Guitta, fazendo o 2-0, tudo no minuto 07.

Estavam abertas as ‘hostilidades’ para uma primeira parte de alta rotação, e o Sporting respondeu pelo inevitável Cardinal, a reduzir ao minuto 09, num remate de primeira de pé esquerdo em que Chaguinha perdeu a marcação.

Roncaglio e Guitta evitaram por várias vezes o golo, que voltou a acontecer para o Sporting, com Léo a empatar, aos 12 minutos, na marcação de um livre, numa bola rasteira em que Roncaglio podia ter feito mais.

O Benfica abanou, mas voltou à carga com Bruno Coelho a fazer o 3-2 (14), intrometendo-se numa bola que estava na área de ação de Guitta e que o ala lhe roubou, desviando para a baliza deserta.

Aos 15, Raúl Campos confirmou o estatuto de estrela da primeira parte e completou o ‘hat-trick’, em mais uma jogada em que surgiu oportunamente entre o defesa do Sporting e Guitta.

O jogo esteve 20 minutos num ritmo louco e antes de fechar a primeira parte, aos 18, Rocha reduziu para 4-3 para os ‘leões’, resultado com que se atingiu o intervalo.

Depois do ritmo ‘louco’ que marcou o primeiro tempo, as duas equipas entraram para a segunda parte mais ponderadas nos riscos a correr, naturalmente com o Sporting a tomar conta do jogo em busca do empate e o Benfica a apostar no contra-ataque a cada deslize ‘leonino’.

Sem que ninguém cometesse qualquer deslize, o jogo chegou aos cinco minutos finais com o Benfica na frente por 4-3, obrigando Nuno Dias a apostar no cinco para quatro para chegar ao empate que desse o prolongamento.

Merlim ocupou o lugar de Guitta, e o Sporting tentou tudo e teve a melhor ocasião com sete segundos no cronómetro para acabar, num remate de Cavinato que esbarrou no poste da baliza das ‘águias’.

Jogo realizado no Pavilhão Fidelidade, no Estádio da Luz, em Lisboa.

Benfica - Sporting, 4-3.

Ao intervalo: 4-3.

Marcadores:

1-0, Raúl Campos, 07 minutos.

2-0, Raúl Campos, 07.

2-1, Cardinal, 09.

2-2, Léo, 12.

3-2, Bruno Coelho, 14.

4-2, Raúl Campos, 15.

4-3, Rocha, 18.

Equipas:

- Benfica: Roncaglio, Chaguinha, Fernandinho, André Coelho e Robinho. Jogaram ainda Fábio Cecílio, Bruno Coelho, Miguel Ângelo, Raul Campos.

Treinador: Joel Rocha.

- Sporting: Guitta, Erick, João Matos, Cavinato e Pany Varela. Jogaram ainda Léo, Varela, Cardinal, Deo, Rocha e Merlim.

Treinador: Nuno Dias.

Árbitros: Cristiano Sandro (AF Porto) e Eduardo Coelho (AF Aveiro).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Roncaglio (09), Cardinal (09), André Coelho (13), Pany Varela (35).

Assistência: Cerca de 2.300 espetadores.

Tópicos:

Benfica Cardinal Roncaglio, Bruno Coelho, Sporting,

Pesquise por: Benfica Cardinal Roncaglio, Bruno Coelho, Sporting,

A informação mais vista

+ Em Foco

É até hoje a mais icónica das aventuras da exploração espacial. Há 50 anos, o Homem chegava à Lua à boleia da NASA. Percorrermos aqui todos os detalhes da missão, dia a dia.

    O programa Artemis, da NASA, tem como objetivo regressar ao satélite natural da Terra e, simultaneamente, preparar a viagem a Marte.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.