Federação de voleibol aceita Guimarães na I Divisão

| Outras Modalidades

O Vitória de Guimarães vai manter-se na I divisão de voleibol
|

O Vitória de Guimarães, último classificado da I Divisão portuguesa na época 2017/18, vai manter-se na prova, após a Federação Portuguesa de Voleibol ter aceitado a candidatura, anunciou o clube no sítio oficial.

"O Vitória viu validada a sua inscrição na I Divisão nacional de voleibol para a época 2018/19", lê-se na nota publicada.

O clube terminou a época anterior na 13.ª e última posição do principal campeonato luso de voleibol, descendo à II Divisão, mas o presidente vitoriano, Júlio Mendes, confirmou, em 2 de junho, depois de uma assembleia geral, a apresentação de uma candidatura para manter os vimaranenses no escalão principal, com base na regulamentação da candidatura à participação direta na I Divisão.

Esse documento, aprovado em 19 de abril de 2017, indica que a I Divisão tem 12 equipas, mas pode ter um número "alargado até ao máximo de 14 equipas por candidatura direta".

Para ver a candidatura aceite, os vimaranenses cumpriram a condição, descrita no regulamento, de reunir um grupo em que "a soma da pontuação de oito dos seus jogadores atinja, no mínimo, 100", segundo critérios ligados à presença nas seleções, quer jovens, quer seniores.

"O Vitória apresentou uma candidatura por forma a manter-se no escalão maior da modalidade, assegurando, conforme exigência regulamentar, que o seu plantel seja formado por jogadores que apresentem a soma de 100 pontos nos critérios daquele órgão federativo", afirma o clube vimaranense.

O campeonato vai ter assim 14 equipas na próxima época, registando um alargamento pelo segundo ano consecutivo - o Sporting, atual campeão nacional, utilizou o mecanismo na época passada, na qual reativou a modalidade.

A informação mais vista

+ Em Foco

Várias organizações de defesa dos Direitos Humanos exigem uma investigação rigorosa.

A morte do advogado foi conhecida há dois anos, no Natal, mas existem vários indícios de que a possa ter simulado.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.