Nuno Vitorino com lugar no pódio no primeiro encontro internacional de surf adaptado

| Outras Modalidades

Nuno Vitorino 'dropa' uma onda
|

O Centro de Alto Rendimento de Surf de Viana do Castelo foi palco para cerca de 25 atletas de surf adaptado, oriundos de Espanha, França, Portugal e Itália que competiram entre os dias 10 e 13 de junho. Este foi o primeiro encontro da especialidade organizado na Europa e acolhido por Portugal.

No evento, que contou com a participação de quatro seleções europeias, foram acolhidos os atletas que representaram Portugal na seleção nacional de Surf Adaptado 2018. Além da prova e mostra das técnicas e qualidades dos atletas, o encontro incluiu ainda aulas de surf adaptado e “workshops” sobre nutrição e surf nos paralímpicos, iniciativas abertas ao público.

O atleta português, Nuno Vitorino, arrancou o primeiro lugar na sua classe, seguido do espanhol, Angel Luis Curriel, que ocupou o segundo lugar. Também a portuguesa, Marta Paço, com apenas 13 anos concorreu, alcançando o segundo lugar na sua classe (invisuais), atrás do francês, Gwendal Halna Du Fretay.

Para o presidente da Federação Portuguesa de Surf, João Aranha, este foi “um evento pioneiro de sucesso que poderá ser repetido noutros campeonatos da modalidade em terras lusas”.

O Centro de Alto Rendimento de Surf, situado na praia do Cabedelo, em Viana do Castelo, dispõe de pranchas próprias para a prática de surf adaptado. Este foi um evento que esteve aberto a todos os quisessem experimentar a modalidade e que, segundo João Aranha, foi “seguramente uma experiência única”.

Tópicos:

surf; surf adaptado; Centro de Alto Rendimento de Surf de Viana do Castelo,

Pesquise por: surf; surf adaptado; Centro de Alto Rendimento de Surf de Viana do Castelo,

A informação mais vista

+ Em Foco

Ocupou durante 60 anos vários cargos nas Nações Unidas e viria a deixar a sua marca na história da organização. Kofi Annan morreu em Berna aos 80 anos.

Quem pensa que a “Guerra das Estrelas” é apenas o título de uma saga de ficção científica não está a par do que Estados Unidos e Rússia estão a engendrar.

Uma semana após a extinção do incêndio de Monchique, a televisão pública esteve no barlavento algarvio com uma emissão especial sobre o cíclico flagelo dos incêndios e as alterações climáticas.

    Fãs de Aretha Franklin homenagearam a icónica cantora norte-americana em várias cidades dos Estados Unidos. A rainha da Soul morreu na manhã de quinta-feira na sua casa em Detroit.