Portugal entra a perder na última fase de qualificação para o EuroBasket

por Lusa
Markus Spiske on Unsplash

Portugal perdeu hoje frente a Israel, por 70-72, na primeira jornada de qualificação para o Europeu de basquetebol de 2025, em jogo realizado no Pavilhão Multiusos de Odivelas.

A seleção nacional de basquetebol entrou muito assertiva na partida e a meio do primeiro período liderava por 13-10. A maior vantagem de Portugal foi de quatro pontos (19-15), mas os israelitas recuperaram e conseguiram igualar o marcador (19-19) nos últimos instantes.

No segundo período, a maior eficácia nos lançamentos exteriores ajudou Israel a passar para a liderança, que andou quase sempre na casa dos cinco pontos.

Apesar de alguns ‘turnovers’, a boa reação dos comandados de Mário Gomes na ponta final do segundo período permitiu-lhes recuperar a desvantagem para apenas dois pontos (36-38) ao intervalo.

No início do terceiro período, a seleção nacional de basquetebol voltou a passar para a dianteira, com melhorias significativas no jogo ofensivo, que ajudaram Portugal a recuperar o fôlego e a confiança coletiva.

Dois triplos consecutivos de Ginat voltaram a colocar Israel novamente na frente (46-47) ainda que por breves instantes.

Travante Williams (melhor marcador da partida, com 18 pontos) ripostou de seguida com um lançamento de três pontos e voltou a apontar o caminho.

No entanto, Portugal viria a cometer demasiadas faltas, permitindo aos israelitas vários lançamentos da linha de lance livre que precipitaram um parcial de 0-9, e nova liderança para Israel no final do terceiro quarto (53-56).

No derradeiro período, e apoiados pelo público que praticamente encheu o Multiusos de Odivelas, os pupilos de Mário Gomes não desistiram de procurar o triunfo.

Apesar da reação enérgica, com Ruben Prey em plano de evidência nos lançamentos interiores, Portugal não explorou bem o ataque nos últimos instantes.

Travante Williams errou um de dois lances livres e deixou o marcador em 70-72. Rafael Menco fez falta e devolveu a posse de bola a Portugal, mas Diogo Brito não conseguiu empatar e o tempo esfumou-se, permitindo o triunfo a Israel.

Segue-se agora a deslocação até Riga, na Letónia, onde no próximo domingo, Portugal irá enfrentar a seleção da Ucrânia.

Portugal procura uma quarta presença no campeonato europeu de basquetebol, após os feitos de 1951, 2007 e 2011, tendo para isso de terminar numa das três primeiras posições – em quatro – num grupo que conta também com Eslovénia, Ucrânia e Israel.



Jogo no Pavilhão Multiusos de Odivelas.

Portugal – Israel, 70-72.

Ao intervalo: 36-38.

Marcha do marcador: 19-19 (10 minutos), 36-38 (intervalo), 53-56 (30), 70-72 (resultado final).



Sob a arbitragem de Martin Vulic (Croácia), Geert Jacobs (Bélgica) e Ivor Matejek (Chéquia) as equipas alinharam e marcaram:

- Portugal: Diogo Brito (12), Travante Williams (18), Diogo Ventura (5), Miguel Queiroz (10) e Daniel Relvão. Jogaram ainda Vlad Voytso, Gonçalo Delgado (5), André Cruz (2), Rafael Lisboa (8), Cândido Sá e Ruben Prey (10).

Treinador: Mário Gomes.

- Israel: Roman Sorkin (7), Yam Madar (16), Oz Blayzer, Tomer Ginat (17) e Yovel Zoosman (3). Jogaram ainda Itay Segev (5), Bar Timor (9), Rafael Menco (8), Nimrod Levi, Noam Yaacov (3) e Yiftah Ziv (4).

Treinador: Ariel Beit-Halahmy.

Assistência: Cerca de 2000 espetadores.
pub