Ricardo Moura vence Serras de Fafe e é o primeiro líder do nacional de ralis

| Outras Modalidades

O piloto açoriano Ricardo Moura (Ford Fiesta R5) venceu hoje o rali Serras de Fafe, primeira prova do Campeonato Nacional de Ralis (CNR), depois de uma luta animada com Miguel Barbosa (Skoda Fabia R5) ao longo da competição.

Ricardo Moura impôs-se a toda a concorrência no segundo dia de prova, mas sempre num animado duelo, praticamente ao segundo, com Miguel Barbosa, tal como havia acontecido no dia de sábado.

Neste segundo e último dia da prova, Moura venceu as duplas passagens por Montim e Ruivães/Confurco, enquanto Miguel Barbosa foi o mais rápido nas duas passagens por Gontim, mas, apesar de `forçar´ na última especial do dia, o piloto do Skoda foi incapaz de esbater a diferença de 1,7 segundos à entrada para Gontim 2, com os dois pilotos a registarem o mesmo tempo na especial.

A fechar o pódio ficou Pedro Meireles (Skoda Fabia R5), com o piloto de Guimarães, vencedor do Serras de Fafe em 2017, a ficar a 1.42,4 minutos do vencedor. Meireles levou a melhor sobre José Pedro Fontes (Citroen DS3 R5), quarto classificado, enquanto o regressado Armindo Araújo (Hyundai i20 R5) fechou o `top 5´.

O CNR segue agora para os Açores, onde se disputa a segunda prova, de 22 a 24 de março.

 

Tópicos:

Armindo Araújo Hyundai, Gontim, Montim, Moura Serras, Serras Fafe,

Pesquise por: Armindo Araújo Hyundai, Gontim, Montim, Moura Serras, Serras Fafe,

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        Os novos desenvolvimentos no diferendo comercial entre os Estados Unidos e a China vieram lançar ainda mais dúvidas sobre os próximos passos que os dois lados poderão adotar.