Vicente Moura deixa Sporting depois de criticado

| Outras Modalidades

Vicente Moura não gostou das críticas de Bruno de Carvalho ao trabalho das modalidades do Sporting
|

Vicente Moura leu críticas de Bruno de Carvalho ao trabalho das modalidades no Sporting e, como responsável pelo setor, demitiu-se.

O vice-presidente do Sporting para as modalidades, José Vicente de Moura, demitiu-se do cargo "alegando motivos de saúde", informou quinta-feira o clube em comunicado.

Mas a verdade é que a saída de Vicente Moura acontece depois de Bruno de Carvalho ter tecido críticas às modalidades do Sporting. "Vejo, em todas as modalidades, um apoio que mais clube nenhum tem no mundo, mas um grau de exigência muito pequeno. A cada mau resultado, e então se torno público o meu desagrado, lá vem a onda de apoio aos `meninos`", escreveu Bruno de Carvalho na mensagem em que anunciou que deixaria de comunicar através da rede social Facebook.

Vicente Moura sentiu-se atingido no seu trabalho e saiu. Ao jornalista da Antena 1 Mário Rui explicou porque deixou o seu cargo diretivo no clube de Alvalade.



Nesta passagem pelo Sporting, Vicente Moura, de 79 anos, foi eleito para a direção em 2013, integrando o elenco encabeçado por Bruno de Carvalho, e foi reconduzido nas eleições desde ano, de novo na lista do atual presidente.

A seguir à saída surgiu a explicação oficial do clube: "O presidente da mesa da assembleia-geral do Sporting Clube de Portugal informa que, alegando motivos de saúde, o vice-presidente para as modalidades do clube, comandante José Vicente de Moura, lhe solicitou a dispensa do cargo executivo que desempenhava até agora", lê-se na nota do clube.

"Graças também ao seu contributo, o Sporting Clube de Portugal enriqueceu o seu palmarés conquistando vários títulos nacionais e europeus. Ao comandante Vicente de Moura, e em nome dos órgãos sociais e dos sócios do Sporting Clube de Portugal, agradeço todo o esforço, dedicação e devoção com que sempre serviu o clube", acrescenta o comunicado subscrito por Jaime Marta Soares, presidente da Assembleia Geral do clube de Alvalade.

Um abandono que talvez mereça explicações mais aprofundadas no futuro próximo.

Vicente Moura, que numa primeira passagem pelo Sporting desempenhou o cargo de coordenador da iniciação desportiva e da manutenção desportiva em várias modalidades, foi presidente do Comité Olímpico de Portugal de 1990 a 1993 e entre 1997 e 2013.


A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à RTP, a ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, garantiu que enquanto tiver confiança do primeiro-ministro não vai sair do Executivo.

Jorge Paiva, botânico e professor, um dos maiores peritos da floresta, critica em entrevista à Antena 1 o desinteresse generalizado dos políticos pelos problemas da floresta.

É uma tragédia sem precedentes que vai marcar para sempre o país. O incêndio de Pedrógão Grande fez 64 mortos mais de duas centenas de feridos. Há dezenas de deslocados.

Nodeirinho é a aldeia mártir do incêndio de Pedrógão Grande. É uma aldeia em ruínas, repleta de casas queimadas e telhados no chão. Um cenário de desolação e dor.