Última Hora
Centenas de bombeiros e vários meios aéreos combatem incêndio em Alcabideche

Imigração. Falta de acesso às leis de integração é a maior barreira na chegada a Portugal

por Rita Fernandes - Antena 1

Foto: Cláudio Nunes

"Portugal tem boas leis, a nível internacional, de integração de migrantes, mas é muito difícil navegar. Por vezes, eles (os imigrantes) estão um pouco perdidos", explica Cátia Batista, diretora do NOVAFRICA, o centro da Nova SBE dedicado à investigação sobre o desenvolvimento económico nos países africanos, sobretudo naqueles em que se fala português.

O difícil acesso a informações e políticas de legalização e integração em Portugal é mesmo a maior barreira para quem chega, diz a investigadora.

"Os imigrantes, para o país de origem, não enviam só dinheiro. Quando um imigrante vai para um novo país, contacta com uma nova realidade, e estas novas normas, como a participação política ou a igualdade de género, transmitem-se para quem fica no país de origem", diz Cátia Batista, sublinhando que imigrantes bem integrados significam evolução no desenvolvimento económico tanto no país de destino como no país de origem do migrante.

As conclusões saem do estudo "A Integração de Imigrantes como Ferramenta para um Desenvolvimento Alargado", que trabalhou com cerca de oitocentos cabo-verdianos em Portugal, e vão ser debatidas nos próximos dias 27 e 28 de junho, na Nova SBE, em Carcavelos, na Conferência Internacional Novafrica2024.

PUB