Inês Pereira, Joana Marchão e Tatiana Pinto juntaram-se à seleção feminina

por Lusa
Luís Forra - Lusa

A guarda-redes Inês Pereira, a defesa Joana Marchão e a médio Tatiana Pinto juntaram-se hoje à seleção feminina de futebol, que prepara o ‘play off’ de apuramento para o Mundial2023, primeiro diante da Bélgica, na quinta-feira.

Contudo, no segundo dia de trabalhos na Cidade do Futebol, em Oeiras, só a guarda-redes do Servette integrou a sessão no relvado, juntamente com as restantes jogadoras disponíveis, enquanto a defesa do Parma e a médio do Levante apenas vão participar na sessão de treino de segunda-feira, às 17:30.

Andreia Jacinto (Real Sociedad) e Diana Gomes (Sevilha) são esperadas na Cidade do Futebol para integrarem o terceiro dia de preparação, completando, assim, o grupo de 25 convocadas do selecionador Francisco Neto.

A seleção portuguesa de futebol recebe na quinta-feira a Bélgica, pelas 18:00, no Estádio do Vizela, na primeira ronda do ‘play-off’ europeu de apuramento para o Mundial de 2022.

No caso de sair vitoriosa, a formação das ‘quinas’ enfrenta na segunda ronda a Islândia, em 11 de outubro, também a partir das 18:00, em Paços de Ferreira.

Se ultrapassar belgas e islandesas e for uma das duas melhores (pontos na fase de grupos, com primeiro, terceiro, quarto e quinto, e na segunda ronda do ‘play-off’) entre as três vencedoras da segunda ronda, Portugal qualifica-se para o Mundial.

Caso consiga o apuramento, mas como pior dos apurados, Portugal segue para um ‘play-off’ Intercontinental, que ditará as últimas três vagas, na Nova Zelândia (17 a 23 de fevereiro de 2023), com China Taipé, Tailândia, Camarões, Senegal, Papua Nova Guiné, Haiti, Panamá, Chile e Paraguai.

A fase final do Mundial feminino de 2023 realiza-se na Austrália e na Nova Zelândia, de 20 de julho a 20 de agosto.
pub