Portugal bate Itália por 1-0 e já lidera Grupo 3 da Liga A da Liga das Nações

| Seleção Nacional

Legenda da Imagem
|

A seleção portuguesa de futebol estreou-se segunda-feira com uma vitória por 1-0 sobre a Itália na Liga das Nações, num jogo em que dominou a equipa orientada por Roberto Mancini.

Com este triunfo, no Estádio da Luz, em Lisboa, a equipa portuguesa alcançou a sexta vitória da sua história frente aos italianos, a primeira em jogos oficiais nos últimos 60 anos.

O único golo do jogo surgiu logo após o intervalo, aos 48 minutos, por André Silva, que marcou pela 13.ª vez, em 28 jogos pela equipa das ‘quinas’.

Portugal entrou bem na partida e logo nos minutos iniciais William Carvalho dispôs da primeira oportunidade de golo, com um cabeceamento que passou a rasar o poste, mas que o árbitro assistente viria a invalidar por fora de jogo.

A Itália equilibrou depois dos 10 minutos, com Zaza em destaque nas movimentações atacantes, mas Portugal voltou a criar perigo perto do quarto de hora, com André Silva a não conseguir faturar após boa desmarcação, a passe de Pizzi.

Aos 20 minutos, o avançado do conjunto luso voltou a estar em destaque, desta feita após passe de Bernardo Silva, mas o remate saiu à figura de Donnarumma, que passou pelos maiores calafrios nos últimos 15 minutos do primeiro tempo.

Bernardo Silva ficou a centímetros do golo quando este já estava por terra e foi um defesa italiano a cortar em cima da linha de golo, e, aos 32 minutos, foi o ex-benfiquista Cristante, num corte pouco ortodoxo, a enviar a bola à trave da baliza italiana.

Já à beira do intervalo, pediu-se penálti por obstrução a Pizzi e, até ao final do primeiro tempo, houve ainda tempo para mais um lance de perigo da equipa orientada por Fernando Santos, com William Carvalho a rematar de pé esquerdo de fora da área e a fazer a bola passar junto ao poste direito da baliza da ‘squadra azzurra’.

A segunda parte arrancou com o golo de Portugal: logo aos 48 minutos, Bruma recuperou uma bola a meio campo, disparou para a baliza e já na área assistiu André Silva, que recebeu e rematou de pé esquerdo, pondo fim a seis jogos de jejum na seleção.

Portugal entrou a todo o gás e, sem réplica da Itália, o 2-0 podia ter surgido poucos minutos volvidos, com Bernardo Silva a ‘oferecer’ a Donnarumma a defesa da noite, num remate que ia entrar no ângulo.

Aos 68 minutos, o jogador do Manchester City preferiu a assistência e deixou Pizzi em boa posição para marcar, mas Donnarumma levou a melhor, detendo o remate cruzado do médio.

Nos últimos 15 minutos, e já depois de Fernando Santos fazer entrar Renato Sanches para o lugar de Pizzi e Gelson Martins para o lugar de Bruma, a Itália procurou o empate com maior determinação e nos lances de bola parada criou perigo junto da baliza de Rui Patrício, com Zaza e Caldara a disporem das melhores ocasiões.

Com esta vitória, Portugal soma os primeiros três pontos na Liga das Nações e lidera o Grupo 3 da Liga A da nova competição de seleções da UEFA, que integra, para além da Itália, a seleção da Polónia.

 

Tópicos:

André, Estádio, Itália,

Pesquise por: André, Estádio, Itália,

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        Os novos desenvolvimentos no diferendo comercial entre os Estados Unidos e a China vieram lançar ainda mais dúvidas sobre os próximos passos que os dois lados poderão adotar.