Tão Longe, Tão Perto

Duarte Belo e a cartografia fotográfica de Portugal|Ep. 1525 mai. 2024

Duarte Belo é arquitecto de formação, mas entregou-se a tempo inteiro à paixão maior que o leva a percorrer, a pé, o território português para nele pressentir e registar a respiração mais íntima.

Play - Tão Longe, Tão Perto

Ep. 15

Duração: 40min

Género: Entrevista, Opinião e Debate

Antena1

Duarte Belo é arquitecto de formação, mas entregou-se a tempo inteiro à paixão maior que o leva a percorrer, a pé, o território português para nele pressentir e registar a respiração mais íntima. MAIS INFODuarte Belo não dá por concluída a cartografia fotográfica de Portugal: “O meu arquivo tem mais de dois milhões de fotografias”

Nasceu em Lisboa e já montou tenda no alto de todas as serras e nas margens de todos os rios. Duarte Belo é arquitecto de formação, mas entregou-se a tempo inteiro à paixão maior que o leva a percorrer, a pé, o território português para nele pressentir e registar a respiração mais íntima. A todo o tempo relembra os grandes mestres, Orlando Ribeiro, Suzanne Daveau, José Mattoso. Com a geógrafa e o historiador assinou “Portugal-O Sabor da Terra”, uma obra notável para o pavilhão português da Expo-98. Viajou pela Amazónia, sentiu o silvo do “vento sobre a terra”. Um destes dias, sentámo-nos à conversa na mata do Fontelo, em Viseu, onde vive.

A conversa permite recordar a grande aventura que levou Duarte Belo a publicar o livro “Caminhar Oblíquo”, depois de cumprir um percurso de mais de 500 km, entre o Penedo Durão, um grande mirante sobre o Douro, e o Cabo da Roca, retomando os trilhos de Orlando Ribeiro. Duarte Belo anda por estes dias a fotografar cidades. Durante a conversa, os pavões do Fontelo não pararam de gritar

Play - Tão Longe, Tão Perto
Género: Entrevista, Opinião e Debate Antena1

Não é necessário muito mais do que um mapa. E uma enorme sede de conversa, de descoberta do outro. Num povoado remoto, numa cidade média do interior, alguém nos abre a porta e nos revela um mundo inesperado. Esse novo interlocutor tem caminho andado, deixou em lugares longínquos pegadas valorosas. Tem uma história de vida, uma sabedoria que dá sombra como as árvores. Aos sábados, o repórter Fernando Alves partilha o microfone com portugueses que vai encontrando à mesa das histórias. Não se trata de uma entrevista. Porque cada pergunta pede uma resposta que pergunte de novo, porque é nesse novelo de curiosidade e descoberta que as palavras ganham a mais inesperada luz. Não é necessário muito mais do que um mapa. O que lá vem não sabemos. Nunca sabemos.

duração total 40min
posição atual:
ir para o minuto:

episódios disponíveis

15 jun. 2024 Ep. 18

José do Carmo Francisco,um cronista na Pátria da Chuva

José do Carmo Francisco vai todos os dias ao mercado de Benfica, perto de sua casa. É ali que conversamos em deriva pelo mapa dos afectos.

08 jun. 2024 Ep. 17

António Matias Coelho: “O Tejo é muito mais do que um rio”.,

António Matias Coelho, professor de História: “O Tejo é muito mais do que um rio”.

01 jun. 2024 Ep. 16

“Corre-me um rio no peito”. O rio é o Tâmega.

Luís Jales de Oliveira, a quem os mondinenses tratam por Ginho, é o grande cicerone da vila cujo farol é a Senhora da Graça, no alto do Monte Farinha.

25 mai. 2024 Ep. 15

Duarte Belo e a cartografia fotográfica de Portugal

Duarte Belo é arquitecto de formação, mas entregou-se a tempo inteiro à paixão maior que o leva a percorrer, a pé, o território português para nele pressentir e registar a respiração mais íntima.

18 mai. 2024 Ep. 14

Francisca Lopes Bicho e as memórias de Cuba.

Francisca Lopes Bicho, antiga professora de História no liceu de Beja e actual presidente da Associação Cultural Fialho de Almeida, autora do livro “Gente da Nossa Terra -Memórias de Cuba”.

11 mai. 2024 Ep. 13

Pirilampos em Advagar

Marc Bonnet, um perito digital alemão escolheu viver em Advagar, uma pequena aldeia a meio caminho entre Santarém e Torres Novas.

04 mai. 2024 Ep. 12

O medronheiro e os ecossistemas da bacia do Mediterrâneo

Rui Lopes, criador do pão de medronho: “O medronheiro é, talvez, a planta que mais serviço presta aos ecossistemas da bacia do Mediterrâneo”.

27 abr. 2024 Ep. 11

“Cardo Máximo”

Paulo Barracosa, o autor do livro “Cardo Máximo” acredita que “o cardo é a planta modelo para estudar as alterações climáticas no futuro”.

20 abr. 2024 Ep. 10

"Migas carvoeiras, couves arrapazadas e feijão de barulho."

Fernando Alves vai ao encontro de Francisco Lopes, historiador do Pego, coordenador do livro “O que é o comer?”, onde se fala de migas carvoeiras, couves arrapazadas, feijão de barulho. E de bucho e tripas, claro...

13 abr. 2024 Ep. 9

A freira que queria oferecer dentes do Infante Santo...

Joaquim Ruivo, director do mosteiro da Batalha: “Fui procurado por uma freira dominicana. Vinha oferecer-nos dois dentes do Infante Santo”.

13 abr. 2024 Ep. 9

A freira que queria oferecer dentes do Infante Santo...

Joaquim Ruivo, director do mosteiro da Batalha: “Fui procurado por uma freira dominicana. Vinha oferecer-nos dois dentes do Infante Santo”.

06 abr. 2024 Ep. 8

Sociedade Recreativa Operária de Santarém

Respira-se cidadania na casa onde nasceu Frei Luís de Sousa...

759041

Instale a aplicação RTP Play

Disponível para iOS, Android, Apple TV, Android TV e CarPlay