Tão Longe, Tão Perto

José do Carmo Francisco,um cronista na Pátria da Chuva|Ep. 1815 jun. 2024

José do Carmo Francisco vai todos os dias ao mercado de Benfica, perto de sua casa. É ali que conversamos em deriva pelo mapa dos afectos.

Play - Tão Longe, Tão Perto

Ep. 18

Duração: 39min

Género: Entrevista, Opinião e Debate

Antena1

José do Carmo Francisco vai todos os dias ao mercado de Benfica, perto de sua casa. É ali que conversamos em deriva pelo mapa dos afectos. MAIS INFONasceu em Santa Catarina, uma freguesia do concelho das Caldas da Rainha, onde foi criança antes da chegada da luz eléctrica. Mas conhece como poucos as aldeias do pinhal da Beira Baixa com as quais criou laços fortes por razões do coração. Tem obra poética respeitada e acabou de publicar o livro de crónicas “A Pátria da Chuva”. Conversamos na loja 24 do mercado de Benfica que, todas as semanas, recebe produtos da região de Proença-a-Nova, chouriços, maranhos, bolo finto e uns biscoitos a que, se estou bem lembrado, chamam Esquecidos.

José do Carmo Francisco vai todos os dias ao mercado de Benfica, perto de sua casa. É ali que conversamos em deriva pelo mapa dos afectos.

Aqui e além, cita Carlos de Oliveira, seu conviva de tantas horas no Toni dos Bifes: “Não existe paisagem sem povoamento”. Por vezes, introduz na conversa palavras raras como “calhabardais” que aprendeu com Baptista-Bastos. Fala com emoção da oferta de várias oliveiras de Proença a Nova ao jardim da Cortiçada, na rua Professor Jorge da Silva Horta, em Benfica.

São por vezes emocionantes as memórias de José do Carmo Francisco o homem que foi bancário antes de ter trabalhado em várias redacções de jornais portugueses, do Diário Popular à Bola, do Correio do Ribatejo ao jornal O Sporting. A sua vida tem raízes tão firmes como as das oliveiras do jardim da Cortiçada.

Play - Tão Longe, Tão Perto
Género: Entrevista, Opinião e Debate Antena1

Não é necessário muito mais do que um mapa. E uma enorme sede de conversa, de descoberta do outro. Num povoado remoto, numa cidade média do interior, alguém nos abre a porta e nos revela um mundo inesperado. Esse novo interlocutor tem caminho andado, deixou em lugares longínquos pegadas valorosas. Tem uma história de vida, uma sabedoria que dá sombra como as árvores. Aos sábados, o repórter Fernando Alves partilha o microfone com portugueses que vai encontrando à mesa das histórias. Não se trata de uma entrevista. Porque cada pergunta pede uma resposta que pergunte de novo, porque é nesse novelo de curiosidade e descoberta que as palavras ganham a mais inesperada luz. Não é necessário muito mais do que um mapa. O que lá vem não sabemos. Nunca sabemos.

duração total 39min
posição atual:
ir para o minuto:

episódios disponíveis

20 jul. 2024 Ep. 23

Com três vizinhos do Camões,em Constância

António Mendes e Máximo Ferreira sentam-se à mesa do restaurante Vila Camões onde o anfitrião, António Onofre, prepara um roteiro gastronómico para fim de conversa.

13 jul. 2024 Ep. 22

Anabela Santos criou um jardim numa rua onde só havia entulho

A cuidadora de flores e de gente mostra-nos espécies improváveis no jardim que fez nascer do nada, numa rua de Lisboa.

06 jul. 2024 Ep. 21

Maria Natividade Pires: ESE de Castelo Branco

Maria Natividade Pires: tese de doutoramento inovadora e construção de pontes literárias na ESE de Castelo Branco.

29 jun. 2024 Ep. 20

Desidério Afonso: “o melhor dançarino do Alto Minho”,

Desidério Afonso, director do Rancho Folclórico de Dem. Pedro Homem de Mello dizia que ele era “o melhor dançarino do Alto Minho”

22 jun. 2024 Ep. 19

José Manuel Aleixo, Pr. da Ass. dos Amigos da Natureza de Cabeção

José Manuel Aleixo: “Depois de muito longa ausência, o esquilo vermelho voltou a Cabeção”

22 jun. 2024 Ep. 19

José Manuel Aleixo, Pr. da Ass. dos Amigos da Natureza de Cabeção

José Manuel Aleixo: “Depois de muito longa ausência, o esquilo vermelho voltou a Cabeção”

15 jun. 2024 Ep. 18

José do Carmo Francisco,um cronista na Pátria da Chuva

José do Carmo Francisco vai todos os dias ao mercado de Benfica, perto de sua casa. É ali que conversamos em deriva pelo mapa dos afectos.

08 jun. 2024 Ep. 17

António Matias Coelho: “O Tejo é muito mais do que um rio”.,

António Matias Coelho, professor de História: “O Tejo é muito mais do que um rio”.

01 jun. 2024 Ep. 16

“Corre-me um rio no peito”. O rio é o Tâmega.

Luís Jales de Oliveira, a quem os mondinenses tratam por Ginho, é o grande cicerone da vila cujo farol é a Senhora da Graça, no alto do Monte Farinha.

25 mai. 2024 Ep. 15

Duarte Belo e a cartografia fotográfica de Portugal

Duarte Belo é arquitecto de formação, mas entregou-se a tempo inteiro à paixão maior que o leva a percorrer, a pé, o território português para nele pressentir e registar a respiração mais íntima.

18 mai. 2024 Ep. 14

Francisca Lopes Bicho e as memórias de Cuba.

Francisca Lopes Bicho, antiga professora de História no liceu de Beja e actual presidente da Associação Cultural Fialho de Almeida, autora do livro “Gente da Nossa Terra -Memórias de Cuba”.

11 mai. 2024 Ep. 13

Pirilampos em Advagar

Marc Bonnet, um perito digital alemão escolheu viver em Advagar, uma pequena aldeia a meio caminho entre Santarém e Torres Novas.

768152

Instale a aplicação RTP Play

Disponível para iOS, Android, Apple TV, Android TV e CarPlay