Paços de Ferreira e Belenenses empatam a fechar a jornada

| Futebol Nacional

O Paços de Ferreira e o Belenenses empataram hoje 1-1, repetindo no jogo que encerrou a 17 jornada da Liga portuguesa de futebol a "divisão" de pontos verificada na primeira volta.

O resultado ajustou-se àquilo que as duas equipas fizeram em campo e foi construído no primeiro tempo, o mais interessante, com golos de Saulo (minuto seis), para o Belenenses, e de Cristiano - um dos melhores em campo -, para o Paços de Ferreira (minuto 22). 
 
Após esta jornada, os "castores" mantiveram o 12 lugar, agora com 16 pontos, mais um do que os "azuis", que continuam em 13, ambos com uma curta vantagem sobre os três últimos (Trofense, Vitória de Setúbal e Rio Ave, todos com 13 pontos). 
 
O Paços de Ferreira iniciou o jogo com três alterações relativamente à equipa que perdeu por 2-0 com o Braga: o reforço Jorginho, em estreia absoluta, Ferreira e Kiko substituíram Tiago Valente, Chico Silva e Dedé.
 
Já no Belenenses, Rodrigo Arroz e Wender, titulares no último jogo da Liga (derrota por 3-1 com o Porto), foram substituídos pelos reforços Ávalos e Saulo, com este último a inaugurar o marcador, ao minuto seis. 
 
Os "azuis" foram audazes, como prometera o seu técnico, e o golo do avançado brasileiro, após centro da esquerda de José Pedro, foi a resposta à primeira ameaça de Silas, logo no minuto inicial. 
 
Os "castores", pelo quarto jogo consecutivo (três para a Liga e um para a Taça de Portugal) a sofrer golos nos primeiros 15 minutos, assumiram, depois, revelando atitude e querer, como avisara o seu técnico. 
 
A merecida igualdade, alcançada ao minuto 22, através de um remate cruzado de Cristiano, já no interior da área, podia ter surgido um minuto antes, mas faltou a emenda ao pontapé de canto marcado da direita por Rui Miguel.
 
O Paços de Ferreira continuou mais pressionante e podia ter ido para o intervalo em vantagem, mas Rui Miguel, ao minuto 32, devia de ter sido egoísta em vez de tentar oferecer o golo a Edson, após triangulação à entrada da área, que Ávalos inviabilizou. 
 
A formação pacense manteve o domínio territorial do jogo na etapa complementar, disputada num ritmo mais lento, mas foi o Belenenses, no último lance do jogo, já no período de compensação, a dispor da melhor situação de golo por Silas, após hesitação de Kiko.  
 
 

A informação mais vista

+ Em Foco

Cada um de nós tem uma história para contar e para partilhar. Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer a história de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.

    O ex-ministro da Defesa israelita Avigdor Lieberman acumulou diatribes ao longo da carreira política e nunca foge a uma polémica.

      Reunimos aqui reportagens sobre as forças de elite portuguesas, emitidas por ocasião dos 100 anos do Armistício que pôs fim à I Guerra Mundial.

        Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.