Benfica vence e isola-se na liderança isolada do grupo A na Taça EHF de andebol

por Lusa
Reuters

O Benfica venceu este sábado os alemães do MT Melsungen, por 29-26, na segunda jornada do grupo A da Taça EHF de andebol, numa partida em que controlou sempre, ascendendo à liderança isolada do agrupamento.

O sérvio Petar Djordjic, do Benfica, apontou nove golos e foi o melhor marcador da partida, que teve excelentes exibições dos guarda-redes Gustavo Capdeville e de Johan Sjostrand, este último na segunda parte.

O Benfica, que abriu a participação no agrupamento com uma vitória em casa dos dinamarqueses do Bjerringbro-Silkeborg (33-24), isolou-se no agrupamento, com quatro pontos, à frente do MT Melsungen, com dois, fruto de uma vitória diante dos polacos do Gwardia Opole (26-21).

O MT Melsungen até começou na frente, mas rapidamente o Benfica construiu uma vantagem confortável, muito por culpa das excelentes exibições do guarda-redes Gustavo Capdeville, com muitas defesas de alto nível, e do sérvio Petar Djordjic, que apontou seis golos no primeiro tempo, em seis remates efetuados.

Com eficácia no remate a 50% ao intervalo, o MT Melsungen viu mesmo no guarda-redes benfiquista um obstáculo difícil de transpor, e o Benfica, com 76% de acerto, facilmente dilatou o marcador, chegando ao descanso com cinco golos de diferença (16-11), que chegou a ser de sete, mas foi diminuída com uma reação dos alemães nos instantes finais.

Na segunda parte, apesar de uma maior consistência alemã, o Benfica não desfez a compostura e aguentou os ataques do MT Melsungen, que poucos argumentos teve para reduzir a diferença cimentada nos primeiros 30 minutos.

Djordjic continuou a faturar, Capdeville continuou a defender, e o Benfica até aumentou, novamente, a vantagem para sete golos em quatro ocasiões, a última das quais a 26-19, mas, a partir daí, o MT Melsungen ainda assustou os ‘encarnados’, ao elevarem bastante a sua qualidade de jogo.

No entanto, a reação revelou-se tardia, terminando o encontro com uma vantagem das ‘águias’ de três golos (29-26), que leva a formação portuguesa até ao primeiro lugar isolado do grupo A, com duas vitórias noutros tantos jogos, recebendo, na terceira jornada, o Gwardia Opole.
pub