Arábia Saudita autoriza mulheres a assistir a jogos em três estádios a partir de 2018

| Futebol Internacional

Legenda da Imagem
|

A Arábia Saudita vai autorizar as mulheres a assistir a acontecimentos desportivos em três estádios do país a partir de 2018, indicaram hoje as autoridades do reino ultraconservador.

Segundo a Autoridade Geral do Desporto, numa mensagem na rede social Twitter, três estádios, em Riade, Jeddah (oeste) e Dammam (leste) começaram a ser preparados para receber famílias a partir do início de 2018.

A decisão inédita é anunciada numa altura em que o reino do Golfo começou recentemente a aliviar as restrições às mulheres.

Em setembro, o rei Salmane permitiu que as mulheres sauditas possam conduzir automóveis a partir de junho de 2018, uma decisão histórica naquele que é o último país do mundo que interdita a condução automóvel às mulheres.

Poucos dias antes, centenas de mulheres sauditas já se tinham sentado pela primeira vez num estádio em Riade, por ocasião do feriado nacional, para assistir a concertos e fogos de artifício. Até então nunca tinham sido admitidas em estádios, no âmbito da aplicação da regra de separação de géneros em espaços públicos.

Na Arábia Saudita as mulheres estão submetidas à tutela de um homem da família, normalmente o pai, o marido ou um irmão, para estudarem ou viajar.

No quadro de um ambicioso plano de reformas económicas e sociais para o horizonte de 2030, no sentido de limitar a dependência do petróleo, Riade parece estar a amenizar restrições que eram impostas às mulheres, apesar da oposição dos ultraconservadores.

Em julho, os ativistas dos direitos humanos já se tinham congratulado com a decisão do Ministério da Educação de permitir que as raparigas pratiquem desporto nas escolas públicas.

As mulheres sauditas não são autorizadas a praticar desporto em público. A abertura de salas de desporto privadas para mulheres suscitou polémica.

A informação mais vista

+ Em Foco

A Grécia voltou a ser a principal porta de entrada de candidatos ao estatuto de refugiados, como constatou a enviada especial da RTP a Lesbos, Rosário Salgueiro.

A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.