Lito Vidigal sucede a Ricardo Soares no Aves

| Futebol Nacional

Legenda da Imagem
|

Lito Vidigal é o novo treinador do Desportivo das Aves, anunciou segunda-feira o clube da I Liga portuguesa de futebol, que ofereceu ao técnico um contrato válido até 2018/19.

Depois de ter anunciado durante a tarde de hoje a rescisão do contrato com Ricardo Soares, o Aves comunicou que a escolha do substituto recaiu sobre o treinador angolano, que estava sem clube desde o final da época passada.

Lito Vidigal, de 48 anos, conduziu o Arouca pela primeira vez às competições europeias na época 2015/16, e a meio da temporada passada mudou-se para o Maccabi Telavive, deixando o clube depois de terminar a temporada em segundo lugar no campeonato israelita.

O técnico assume agora a responsabilidade de cumprir os objetivos propostos pelo Desportivo das Aves, que passam pela manutenção no escalão principal, ao qual regressou esta época.

O Desportivo das Aves ocupa nesta altura o 16.º lugar da I Liga, com seis pontos resultantes de uma vitória e três empates, contabilizando quatro derrotas.

Além de Arouca e Maccabi Telavive, Lito Vidigal passou por Elvas, Portossantense, Pontassolense, Ribeirão, Estrela da Amadora, Portimonense, União de Leiria, seleção de Angola, Al Ittihad Tripoli (Tunísia), AEL Limassol (Chipre) e Belenenses.

 

Tópicos:

Arouca, Aves, Desportivo, Elvas Portossantense Pontassolense Ribeirão Estrela, Lito Vidigal,

Pesquise por: Arouca, Aves, Desportivo, Elvas Portossantense Pontassolense Ribeirão Estrela, Lito Vidigal,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      A menos de 100 quilómetros da fronteira com a Síria, a cidade turca de Gaziantep é uma terra de tradições e sabores.

      Fotografias da autoria do artista berlinense Martin Dammann lançam luz sobre o lado mais obscuro da Wehrmacht.