Reportagem
por Christopher Marques - RTP

Depois das eleições de janeiro e do referendo de julho, os gregos voltaram a dar a vitória ao Syriza de Alexis Tsipras. O Syriza consegue mais de 35 por cento dos votos, com o Nova Democracia a ficar-se pelos 28 por cento. Alexis Tsipras regressa ao cargo de primeiro-ministro da Grécia.


22h38:
Chega ao fim o acompanhamento ao minuto da noite eleitoral grega. Alexis Tsipras venceu e anunciou já uma coligação com os Gregos Independentes, que já era o parceiro do Syriza no Governo.

A síntese da noite eleitoral grega neste artigo.

Alexis Tsipras venceu as eleições deste domingo na Grécia, mas a festa do referendo não regressou às ruas de Atenas.

Posted by RTP Informação on Domingo, 20 de Setembro de 2015

22h16: O discurso de vitória de Alexis Tsipras.

"A bandeira grega está erguida, não só em todas as praças gregas, mas em todas as praças europeias", afirmou Tsipras.

21h18: Alexis Tsipras anuncia coligação com Gregos Independentes


Alexis Tsipras anunciou que se irá coligar com o partido soberanista dos Gregos Independentes (Anel), confirmando o que o líder do Anel tinha já avançado. “Vamos unir as nossas forças, (…), vamos continuar juntos”, afirmou o líder do Syriza.

21h14: DADOS OFICIAIS (61,69% dos votos contados, com uma taxa de abstenção próxima dos 45%)

Syriza: 35.44% (145 deputados)
Nova Democracia: 28.27% (75 deputados)
Aurora Dourada: 7.07% (19 deputados)
PASOK: 6.40% (17 deputados)
Partido Comunista Grego (KKE): 5.43% (14 deputados)
To Potami: 3.98% (11 deputados)
Gregos Independentes: 3.66% (10 deputados)


21h04: Alexis Tsipras discursa em Atenas

O líder do Syriza defende que se trata de uma vitória do povo grego e admite que o país vai enfrentar dificuldades. "A recuperação não chegará por magia mas chegará através de trabalho árduo", afirmou.

20h51: Pablo Iglesias felicita Alexis Tsipras

O líder do Podemos felicitou Alexis Tsipras pela vitória nas eleições helénicas. "Os gregos estão a deixar bem claro quem querem para primeiro-ministro", escreveu Pablo Iglesias no twitter.


20h39: A síntese da noite

O Syriza de Alexis Tsipras consegue a vitória nestas novas eleições, deixando para segundo lugar a Nova Democracia. A síntese em vídeo das primeiras horas desta noite eleitoral pelo jornalista Pedro Valador.

20h30: Gregos Independentes anunciam coligação com o Syriza


O partido dos Gregos Independentes anunciou que se irá aliar com o Syriza para formar um governo de coligação.

“A partir de amanhã, com Alexis Tsipras como primeiro-ministro, formaremos um governo”, anunciou Panos Kammenos, líder dos Gregos Independentes.

Os últimos dados oficiais apontam que o Syriza consiga 145 deputados, enquanto os Gregos Independentes deverão conseguir dez deputados. No total, o Governo grego teria uma maioria de 155 em 300 deputados do parlamento grego.


20h13:
Panos Kammenos, líder dos Gregos Independentes, mostra-se confiante que irá formar um novo governo de coligação com Alexis Tsipras. O líder do ANEL falou ao país, tendo defendido que o povo helénico deve permanecer unido.

20h06: Hollande saúda um “sucesso importante para o Syriza e Tsipras”

O presidente francês saudou a vitória de Alexis Tsipras nas eleições gregas, defendendo que este é “um sucesso importante para o Syriza e Tsipras” e uma “mensagem importante para a esquerda europeia”. Hollande deverá deslocar-se a Atenas “sem dúvida nas próximas semanas”.


19h54: DADOS OFICIAIS (47.57% dos votos contabilizados)

Syriza: 35.54% (145 Deputados)
Nova Democracia: 27.81% (75 Deputados)
Aurora Dourada: 7.11% (19 Deputados)
PASOK: 6.41% (17 Deputados)
KKE: 5.49% (15 Deputados)
To Potami: 3.92% (10 Deputados)
Gregos Independentes: 3.70% (10 Deputados)


19h35: Martin Schulz congratula

O Presidente do Parlamento Europeu já deu os parabéns a Alexis Tsipras pela vitória e apela à formação rápida de um governo "sólido".

19h18: DADOS OFICIAIS (37.34% dos votos contabilizados)

O Syriza aparece na frente com 35.46 por cento dos votos e deverá ficar a seis deputados da maioria absoluta, apontam os dados oficiais. O Nova Democracia tem atualmente 28.07 por cento dos votos. A taxa de abstenção deverá ser superior a 45 por cento.

19h15: Reuters avança que Syriza procura coligação com os Gregos Independentes

Fonte do partido de extrema-esquerda avança que o Syriza vai tentar formar coligação com o partidos dos Gregos Independentes, partido com quem já tinham formado Governo depois das eleições de janeiro.

18h52: Dados Oficiais (27.07% dos votos contados)

Syriza na frente com 35.35 por cento dos votos, numa altura em que estão contados 27.07 por cento dos votos. O Nova Democracia está em segundo lugar com 28.15 por cento.

18h41: Nova Democracia reconhece derrota

O líder da Nova Democracia já falou ao povo grego. Vangelis Meïmarakis congratula o Syriza de Alexis Tsipras pela vitória e pede-lhe que “forme o governo que é preciso”.


18h39: Dados Oficiais (21.71% dos votos contados)

Syriza na frente com 35.33 por cento dos votos, numa altura em que estão contados 21.71 por cento dos votos. O Nova Democracia está em segundo lugar com 28.20 por cento.

18h35: A última projeção de lugares da MegaTV. O Syriza consegue entre 143 a 145 lugares, quanto tinha conseguido 149 em janeiro.

18h20: Sondagem atualizada aumenta vantagem do Syriza

18h19: Dados Oficiais - 13,45% dos votos contados

Syriza na frente com 35,04 por cento dos votos, numa altura em que estão contados 13,45 por cento dos votos. O Nova Democracia está em segundo lugar com 28,48 por cento.

18h15: “Não há nenhum suspense em relação ao que vai acontecer na Grécia”, ressalva o comentador de política Ricardo Jorge Pinto.

Na análise na RTP Informação, o comentador sublinha que os mercados não parecem muito interessados no resultado das eleições helénicas, uma vez que o programa eleitoral parece ser muito semelhante seja quem vencer.

18h10: PRIMEIROS DADOS OFICIAIS:

Syriza na frente com 35,04 por cento dos votos, numa altura em que estão contados quase dez por cento dos votos. O Nova Democracia está em segundo lugar com 28,65 por cento.

18h06: “Não há festejos, não há buzinadelas, não há festa, ao contrário do que aconteceu depois do referendo”, testemunha a enviada especial da RTP a Atenas.

Os gregos parecem desolados e dececionados, deixando de mostrar a euforia e a forte participação que se verificaram no referendo de julho e nas eleições de janeiro. Os analistas esperam uma taxa de abstenção superior a 40 por cento, e admitem mesmo que ultrapasse os 50 por cento.

17h50: A porta-voz do Syriza aponta que será apresentado um novo Governo até a próxima quarta-feira.


17h48:
A enviada especial da RTP relata que há um certo desalento dos gregos nestas eleições, que deverá ser confirmada quando forem divulgados os números da abstenção. Estes números poderão ser superiores a 40 por cento, e há mesmo quem admita que possam chegar aos 50 por cento.

17h40: Antes de divulgadas as primeiras projeções, Yanis Varoufakis respondeu às questões de Daniela Santiago, enviada especial da RTP a Atenas. Veja aqui as declarações do ex-ministro das Finanças de Alexis Tsipras.

Antes de divulgadas as primeiras projeções, Yanis Varoufakis respondeu às questões de Daniela Santiago, enviada especial da RTP a Atenas.

Posted by RTP Informação on Domingo, 20 de Setembro de 2015

17h33:
A confirmarem-se os resultados apontados pelas sondagens, a constituição do Parlamento grego deverá ser esta.


O Syriza poderá coligar-se com os Gregos Independentes, como agora, mas ficará ainda sem a maioria parlamentar. Alternativas são uma coligação com o To Potami e o Pasok, ou uma coligação que inclua um destes e os Gregos Independentes.


17h28: O Partido da Unidade Popular, fruto de vários dissidentes do Syriza e apoiado por Yanis Varoufakis, deverá ficar abaixo dos três por cento e, como tal, não conseguir representação parlamentar.

17h12: O partido neo-nazi da Aurora Dourada deverá conseguir entre 6,5 e oito por cento dos votos, aponta a sondagem divulgada pela televisão pública grega, sendo a terceira força política mais vontada.

Nas últimas legislativas, em janeiro de 2015, a Aurora Dourada tinha já ficado em terceiro lugar com 6,9 por cento dos votos.

17h01: Primeiras projeções colocam o Syriza na frente, mas em situação de empate técnico. O partido de Alexis Tsipras deverá ter entre 30 a 34 por cento dos votos. A Nova Democracia deverá conseguir entre 28,5 e 32,5 por cento.

17h00: Fecharam as urnas. Aguarda-se a divulgação das primeiras sondagens à boca das urnas.

16h43: Os analistas temem que estas eleições sejam marcadas por uma grande abstenção.  Há quem preveja mesmo que seja uma das maiores de sempre.

Durante a manhã, o enviado especial da Antena 1 a Atenas constatou a baixa afluência às urnas.

16h27:
Com Nova Democracia e Syriza a aparecerem quase empatados e com poucos a acreditar numa maioria absoluta no Vouli, quais são os cenários pós-eleitorais possíveis? Parece que tudo pode acontecer, desde um Governo de coligação à convocação de novas eleições.

Raoul Ruperel, co-diretor do portal Open Europe, aponta os principais cenários.

16h10: Iniciamos aqui o minuto a minuto das eleições helénicas. A Grécia procura um novo Parlamento e um novo Executivo, agora que o país tem já um terceiro programa de resgate aprovado. As urnas encerram quando forem 17h00 em Lisboa, hora à qual deverão ser divulgadas as primeiras projeções.

Entretanto, as sondagens realizadas nos últimos dias apontam para um empate técnico entre a Nova Democracia e o Syriza. Os dois líderes, um dos quais deverá ser o próximo primeiro-ministro, votaram ainda durante a manhã.

Pela terceira vez este ano, os gregos regressam às urnas. Alexis Tsipras prometeu um Governo de combate. O rival de direita, Vangelis Meimarakis, diz que os gregos votam contra a mentira e a arrogância.

Posted by RTP Informação on Domingo, 20 de Setembro de 2015