Benfica repudia acusações de dirigente do Sporting

por Mário Aleixo - RTP
O Benfica contesta e exige medidas contra as declarações do dirigente sportinguista Miguel Afonso D.R. - slbenfica

O Benfica repudiou as acusações feitas por Miguel Afonso, membro do Conselho Diretivo do Sporting, após o terceiro jogo da final do Nacional de hóquei em patins, advertindo que não pode ficar “incólume por parte das entidades competentes”.

É inaceitável, antes de mais, a forma como Miguel Afonso atacou o Sport Lisboa e Benfica e os seus responsáveis na conferência de imprensa após a partida desta última quarta-feira, dia 14 de junho, transmitindo a ideia de que o Sporting foi prejudicado pela equipa de arbitragem”, reagiu o clube ‘encarnado’, em comunicado.

Miguel Afonso acusou o rival lisboeta de pressionar os árbitros durante o intervalo do encontro, disputado no pavilhão principal do Estádio da Luz, que o Benfica venceu por 4-2, ficando a um triunfo de se sagrar campeão português pela 24.ª vez.

“Agora que o circo de hipocrisia terminou, quero dizer que têm sido um verdadeiro nojo os jogos que temos vindo a fazer neste campo”, criticou o dirigente leonino, acusando o Benfica de achar “que vale tudo para ganhar”.

O clube da Luz considerou que “o discurso inflamado de Miguel Afonso ultrapassa todos os limites e não pode ficar incólume por parte das entidades competentes”, lembrando que “o membro do Conselho Diretivo do Sporting foi detido no jogo cinco da meia-final do campeonato da época transata”.

Respeitamos todos os nossos adversários e não iremos permitir que tentem branquear as nossas vitórias com mensagens completamente deturpadas da realidade, ainda por cima através de um elemento que não tem qualquer autoridade moral para o fazer”, assinalou o Benfica.

O quarto encontro da final, que é liderada pelo Benfica por 2-1, está marcado para domingo, no Pavilhão João Rocha, e, se necessário, o quinto encontro realiza-se em 21 de junho (quarta-feira), na Luz.

pub