Presidente do Benfica pede desculpa aos adeptos

por Lusa
Rui Costa pediu desculpa pela goleada sofrida pelo Benfica no Dragão SL Benfica

O presidente do Benfica, Rui Costa, pediu desculpas aos adeptos encarnados pela goleada consentida na visita ao FC Porto (5-0), da 24.ª jornada da I Liga de futebol, que confirmou a ultrapassagem do Sporting na liderança.

"Quero pedir desculpas aos benfiquistas por esta noite, que foge aos pergaminhos e aos objetivos do clube. É uma noite desastrosa para todos. Ao mesmo tempo, agradeço pelo apoio que os benfiquistas deram. Foram incansáveis do primeiro ao último minuto. Nem eles nem ninguém mereciam uma derrota desta dimensão", vincou Rui Costa, ao prestar declarações aos jornalistas após o jogo, na zona mista do Estádio do Dragão, no Porto.

Galeno (20 e 44 minutos), Wendell (55), Pepê (75) e Danny Namaso (90) construíram a goleada do FC Porto, que se manteve no terceiro lugar, com 52 pontos, e ficou a seis do Benfica, segundo, e a sete do Sporting, líder isolado e ainda com uma partida em atraso.

"Temos de tirar muitas ilações. Não diria que seja uma noite para esquecer, mas para se perceber aquilo que aconteceu. Nesta fase, estamos em três frentes e o campeonato não se perdeu hoje (domingo). É uma noite frustrante para os benfiquistas, para mim, para os jogadores e para a equipa técnica. É uma noite muito frustrante para todos nós", avaliou.

Questionado sobre se o alemão Roger Schmidt também devia ter pedido desculpas, Rui Costa disse perceber "a parte do treinador" e direcionou o foco para o próximo encontro, desejando que o clube da Luz possa "reagir rapidamente" na receção aos escoceses do Rangers, da primeira mão dos oitavos de final da Liga Europa, prevista para quinta-feira.

"O que ele (Roger Schmidt) diz tem lógica. Fui jogador... Os jogadores, quando têm uma noite desastrada, não fazem de propósito. Quem tem de pedir desculpas sou eu. Temos de reagir já na quinta-feira e é isso que faremos. O orgulho tem de ser sentido por toda a gente que veste esta camisola e trabalha neste clube, a começar por mim", acrescentou.

O Benfica igualou mesmo a derrota mais ampla em visitas ao FC Porto, ao repetir os 5-0 consentidos na época 2010/11, quando era comandado por Jorge Jesus e André Villas-Boas, atual candidato à presidência dos "dragões", orientava o conjunto azul e branco.

 

Tópicos
pub