"Queremos é ganhar o nosso jogo"

por Lusa
Lusa

O treinador Rúben Amorim sublinhou que o Sporting só precisa de vencer os seus jogos para ser campeão e desvalorizou a importância do encontro FC Porto-Benfica, também no domingo.

“Nós queremos é ganhar o nosso jogo para depois irmos todos jantar, descansadinhos, e esperar o que tiver de acontecer. Nós não contamos, na nossa cabeça, com o jogo de Famalicão, mas a verdade é que só precisamos de ganhar os nossos jogos”, disse o técnico, em conferência de imprensa, em Alcochete.

Os ‘leões’ recebem o Farense, no domingo, e se vencerem ultrapassam o Benfica, que entra em campo logo a seguir, no Estádio do Dragão, para defrontar o FC Porto.

As águias lideram a classificação com 58 pontos, mais dois do que o Sporting, que tem, no entanto, um jogo em atraso, frente ao Famalicão.

Por isso, Rúben Amorim lembrou também que a sua equipa ainda vai “jogar com as duas equipas que estão também na frente do campeonato”, Benfica e FC Porto, pelo que só pensa em “ganhar o próximo jogo”.

“Estamos numa sequência muito difícil e só queremos assinar a nossa vitória. E isso é muito difícil. Depois, o que tiver de acontecer [no FC Porto-Benfica], vai acontecer. Já vimos há algumas jornadas a não poder perder pontos, esta é mais uma e o foco está apenas no nosso jogo”, concluiu o técnico.

Para a receção aos algarvios, Amorim continua sem poder contar com Gonçalo Inácio, para além de Adán, que também se lesionou, na sexta-feira, durante um treino.

Já Francisco Trincão, que falhou o encontro da primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal, frente ao Benfica, que o Sporting venceu por 2-1, está recuperado.

“O Trincão disse que está bem. Apesar de ter aquela cara de menino, é muito forte a resistir à dor e vai ser convocado porque precisamos de todos e ele está num momento muito bom”, revelou o técnico.

Após o encontro de quinta-feira, Amorim revelou-se “stressado” por já ter conhecimento, nesse dia, de que alguns jogadores que venceram os 'encarnados' não poderão jogar de início frente ao Farense, mas garantiu hoje que esse não é o caso do avançado Viktor Gyökeres, apesar de alguns sinais de cansaço evidenciados pelo sueco.

“O Viktor é um avançado que é o único na equipa que pode descansar um bocadinho extra numa recuperação defensiva. Portanto, vamos fazendo essa gestão, sabendo que o Paulinho está a voltar, que o Trincão está a voltar e que com esses jogadores conseguimos fazer essa gestão. Mas temos de vencer o jogo e [Gyökeres] é uma opção para jogar”, adiantou.

O Sporting recebe o Farense no domingo, em partida da 24.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol com início previsto para as 18:00, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, e arbitragem de Cláudio Pereira, da associação de Aveiro.

A equipa orientada por Rúben Amorim procura vencer os algarvios, que seguem em oitavo lugar, para subir provisoriamente ao primeiro lugar, uma vez que o Benfica só entra em campo, frente ao FC Porto, a partir das 20:30.
pub