Direção do Porto acusa antecessores de atos de gestão imprudentes e inoperantes

por RTP

A nova Direção do Futebol Clube Porto já reagiu à multa de um milhão e meio de euros e pensa suspensa de um ano das competições europeias, aplicadas pelo Comité de Controlo Financeiro da UEFA.

Em comunicado, a atual direção, liderada por André Villas-Boas, acusa os antecessores de atos de gestão imprudentes e inoperantes.

Promete investigar, interna e externamente, as razões que levaram o clube a incorrer nesta sanção.

A multa está relacionada com dívidas vencidas a outros Clubes, a funcionários e a autoridades sociais ou fiscais.

A pena de exclusão das competições europeias, nas duas próximas temporadas, será aplicada se o Futebol Clube do Porto não cumprir os requisitos financeiros durante esse período.
pub