Jogo adiado após explosões junto ao autocarro do Borussia Dortmund

por RTP
Legenda da Imagem EPA

O autocarro do Borussia Dortmund foi atingido por explosões no trajeto para o estádio Signal Iduna Park, onde o clube germânico deveria defrontar o Mónaco para a Liga dos Campeões. O encontro está agora marcado para a tarde de quarta-feira.

As explosões constituíram um "ataque direto" ao autocarro do Borussia de Dortmund e seus jogadores, segundo revelou ao início da noite de terça-feira a polícia alemã.

De acordo com as autoridades germânicas, foi encontrada uma carta junto ao local onde se registaram as explosões, cujo conteúdo está a ser examinado pelos investigadores.

Marc Bartra, central espanhol do Dormund, sofreu ferimentos e já foi operado numa unidade hospitalar da cidade de Dortmund a um pulso, segundo responsáveis pelo emblema alemão.

Fontes da polícia, citadas pelas agências internacionais, adiantam que foram usadas três cargas explosivas quando o autocarro estava a caminho do estádio Signal Iduna Park.

Os vidros do autocarro estilhaçaram-se, ferindo Bartra.

"Marc Bartra ficou ferido na explosão e está atualmente no hospital. Rápida recuperação, Marc", escreveu o Borussia de Dortmund na sua conta oficial do Twitter.

O Dortmund confirmou também no Twitter o adiamento da partida para as 18h45 (17h45 em Lisboa) de quarta-feira, sublinhando que os bilhetes adquiridos pelos adeptos permanecem válidos.

A polícia alemã afirma que não dispõe, por agora, de dados que apontem para uma ação terrorista. As autoridades não estão a empregar a expressão atentado, mas admitem que se tratou de um "ataque com explosivos sérios".
Jogadores em choque

O diretor executivo do Borussia Dortmund revelou que os futebolistas da equipa estão em estado de choque, depois de o autocarro em que seguiam para o jogo da primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões com o Mónaco ter sido atingido. "Toda a equipa está em estado de choque. São imagens que não conseguimos apagar das nossas mentes", assumiu Hans-Joachim Watzke.

O diretor executivo do Dortmund espera que os seus futebolistas estejam, dentro do possível, preparados para jogar na quarta-feira com o Mónaco.

"Temos de ultrapassar isto, mas não será fácil para os jogadores. O Borussia Dortmund é especialmente forte em situações extremas. Todos se vão unir ainda mais e tenho a certeza que a equipa sentirá isso", concluiu.
Tópicos