Urs Fischer deixa comando técnico do Union Berlim

por Mário Aleixo - RTP
Urs Fischer já não é o treinador do Union Berlim Lisi Niesner - Reuters

O treinador suíço Urs Fischer deixou o comando do Union Berlim, após 14 jogos sem vencer em todas as competições, anunciou o clube alemão, adversário do Sporting de Braga na Liga dos Campeões de futebol.

Em comunicado, o clube da capital informou que a decisão foi tomada por mútuo acordo, numa altura em que o Union Berlim é 18.º e último classificado da Liga alemã, ocupando também a última posição no Grupo C da Liga dos Campeões.

"Este é um momento muito triste, não apenas para mim, mas certamente para toda a família do Union. Magoa que não tenhamos conseguido quebrar o ciclo negativo nas últimas semanas. Fico agradecido e orgulhoso quando olho para o tempo que passámos juntos e o sucesso que alcançámos", disse o presidente do clube, Dirk Zingler.

Em cinco anos à frente do Union Berlim, no qual joga o português Diogo Leite, Fischer levou o clube pela primeira vez à Liga alemã, conseguindo depois a presença nas competições europeias, com o quarto lugar na última temporada a permitir a estreia na Liga dos Campeões.

O treinador da equipa de sub-19, Marco Grote, vai assumir o comando interino do Union Berlim, cujo próximo jogo será com o Augsburgo, em 25 de novembro.

Quatro dias depois, o Union Berlim visita o Sporting de Braga, na quinta jornada do Grupo C da Liga dos Campeões, numa partida que será decisiva para a continuidade do clube nas competições europeias, via Liga Europa, estando já afastado da possibilidade de lutar pelo acesso aos oitavos da Champions.

Com duas jornadas por disputar e apenas um ponto, o conjunto alemão é último no Grupo C, liderado pelo já apurado Real Madrid, com 12, mais cinco do que o Nápoles e nove do que o Sporting de Braga.

pub