Domingos quer inverter passado recente e pede mais golos ao Belenenses

| Futebol Nacional

|

O treinador do Belenenses manifestou quarta-feira a intenção de encerrar o ciclo sem vitórias na I Liga portuguesa de futebol, diante do Portimonense, e frisou a necessidade de os 'azuis' serem mais eficazes na finalização.

"O passado não é bom. Se queremos mudar o futuro, é no presente que temos de trabalhar. Vamos defrontar uma equipa que tem um bom registo em casa, muito bem orientada por um treinador muito experiente e com jogadores como o Paulinho e o Nakajima, que podem criar problemas quando estão inspirados, como se viu nos jogos com os 'grandes'", afirmou Domingos Paciência, na antevisão da partida de quinta-feira, que fecha a 16.ª jornada.

Além das oito partidas seguidas sem qualquer triunfo (cinco na I Liga e três na Taça da Liga), a formação de Belém anotou apenas três golos neste período, confirmando as dificuldades que vem tendo no capítulo da finalização.

"A equipa sabe o momento que vive e quer ultrapassá-lo. A equipa necessita de finalizar o jogo que cria. Há um esforço de todos e acredito que os golos vão aparecer, tal como a estrelinha também vai aparecer. Algum dia vamos ter de ter sorte", referiu.

De resto, o antigo internacional português e ex-goleador do FC Porto debruçou-se particularmente sobre este tema e lembrou que "é normal que o ponta-de-lança de uma equipa que luta pela manutenção não faça muitos golos".

"Um avançado demora o seu tempo a ser consolidado. São raras as exceções. Os jovens que aparecem cedo, são logo vendidos por muito dinheiro. Por exemplo, os números do Jonas e do Bas Dost começam a aparecer aos 30 e tal anos. Eu próprio já tinha 25 ou 26 anos quando fui o melhor marcador. É um trabalho que tem de ser feito. Se uma equipa que luta pela manutenção tiver um avançado que faça 10 ou 12 golos, facilmente consegue os seus objetivos", explicou.

Domingos revelou que o Belenenses vai procurar contratar "mais um ou dois homens para a frente" durante a reabertura do 'mercado' e considerou que o médio Bakic, emprestado pelo Sporting de Braga até final da temporada, tem capacidade para "dar um tipo de jogo diferente à equipa".

"Os adeptos gostam dele e ele já conhece o clube. Com os problemas físicos do Tandjigora e agora do Bouba Saré precisávamos de mais um médio e ele encaixa na perfeição. A preocupação agora é que ele recupere o nível competitivo, porque tem estado parado", disse.

Belenenses, 11.º classificado com 17 pontos, e Portimonense, 12.º com 16, jogam na quinta-feira, a partir das 20:15, no Estádio Municipal de Portimão, em jogo da 16.ª jornada da I Liga de futebol.

A informação mais vista

+ Em Foco

A Marinha tailandesa divulgou um vídeo sobre a operação de salvamento. Veja aqui todos esses momentos.

O neutrino, partícula cósmica, foi encontrado por sensores no fundo do gelo antártico pelo detetor IceCube.

A história de Ötzi começou quando um grupo de caminhantes na região alpina italiana de Oetztal tropeçou num cadáver.

Veja aqui imagens exclusivas em 360º da missão portuguesa.