Empate a zero reflete deserto de ideias entre Benfica B e Trofense

por Lusa

Benfica B e Trofense, na luta pela fuga aos últimos lugares da II Liga de futebol, empataram hoje a zero, desfecho que reflete o fraco espetáculo proporcionado por ambas as equipas na partida da 29.ª jornada.

Com um bloco baixo desde o apito inicial, o conjunto da Trofa, penúltimo classificado, desde cedo mostrou que a sua intenção passava por amealhar pontos para manter acesa a esperança na permanência, enquanto as ‘águias’, que não vencem há quatro jogos e atravessam uma crise de confiança, nunca mostraram argumentos para quebrar a coesão defensiva do adversário.

A primeira parte foi fraca em termos de qualidade e sem grandes motivos de interesse para o público que esteve no Seixal. O ‘nulo’ com que se atingiu o intervalo foi reflexo disso mesmo e prova que a coesão e organização defensivas do Trofense surtiram o efeito desejado.

O marasmo dos primeiros 45 minutos não impediu que por duas vezes as equipas ameaçassem marcar. A formação da Trofa foi a primeira a visar a baliza contrária, através de um remate à meia-volta de Tiago André, aos 19, que viu a bola ser defendida junto ao poste esquerdo pelo guarda-redes Samuel Soares.

A resposta dos benfiquistas foi dada aos 25 minutos, momento em que Pedro Santos, na ‘cara’ do golo, após cruzamento de Henrique Pereira no flanco esquerdo, rematou sobre a trave.

O segundo tempo foi igualmente confrangedor, tal o deserto de ideias e a previsibilidade evidenciada por ambas as equipas. A prová-lo está o facto de os adeptos terem tido de esperar pelo tempo de compensação para verem lances perigosos junto das balizas.

Aos 90+1 minutos, o benfiquista Pedro Santos rematou cruzado para defesa de Tiago Silva, enquanto, aos 90+5, na área contrária, Tiago Manso desperdiçou, no interior da área, a oportunidade de fazer o golo do Trofense.

Jogo no Benfica Campus, no Seixal.

Benfica B – Trofense, 0-0.

Equipas:

- Benfica B: Samuel Soares, João Tomé (Lacroix 86), Adrian Bajrami, Amir Feratovic (Diogo Capitão, 45), Rafael Rodrigues (Filipe Cruz, 74), Pedro Santos, Zan Jevsenak, Cher Ndour, Henrique Pereira (Maestro, 74), Casper Tengstedt (Gilson, 74) e Gerson Sousa.

(Suplentes: Pedro Souza, Filipe Cruz, Diogo Capitão, Lacroix, Diogo Nascimento, Martim Neto, Maestro, Gilson e Diego Moreira).

Treinador: Luís Castro.

- Trofense: Tiago Silva, Tiago Manso, Daniel Liberal (Pachu, 72), Tiago Ferreira, Simão Martins, Rúben Pereira, Tiago André, Vasco Rocha, Hélder Morim, Erivaldo (Okitokandjo, 66) e Mozino (André, 80).

(Suplentes: Miguel Santos, Marcos Valente, Semeu Commey, Martim Maia, André, Schürrle, Pachu, Okitokandjo e Issoufi Maiga).

Treinador: Rui Sacramento.

Árbitro: Argyrou Andreas (Chipre).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Amir Feratovic (06), Vasco Rocha (30), Rúben Pereira (45+1), Zan Jevsenak (68), João Tomé (85), Simão Martins (89), Vasco Rocha (90+2) e Tiago Ferreira (90+3).

Assistência: Cerca de 400 espetadores.
pub