Em direto
Zelensky visita Portugal com acordo de cooperação militar na agenda

Gonçalo Santos elogia antecessores pelo contributo para "ser melhor treinador"

por Lusa
Lusa

O treinador Gonçalo Santos endereçou esta quinta-feira palavras de agradecimento aos seus antecessores pelo trabalho que desempenharam no Casa Pia e o contributo para que possa “ser melhor treinador” ao serviço dos ‘gansos’.

“Foi uma primeira experiência numa equipa profissional um bocadinho diferente, porque não fui eu que comecei. Comecei como treinador adjunto de dois treinadores e aproveito, mais uma vez, para deixar mais uma palavra de gratidão quer ao Filipe Martins, quer ao Pedro Moreira porque os dois sempre me receberam muito bem e acolheram-me muito bem na sua equipa técnica. Fizeram-me ser melhor treinador e muito do nosso sucesso se deve a eles apesar de eles individualmente não terem tido o sucesso que queriam”, transmitiu o técnico, em conferência de imprensa de antevisão à 34.ª e última jornada da I Liga de futebol.

Relativamente ao encontro de despedida para o emblema lisboeta na edição 2023/24, frente ao Famalicão, Gonçalo Santos pretende ultrapassar as duas derrotas consecutivas, perante Sporting de Braga e Moreirense, lembrando que “a última imagem é a que fica”, considerando importante fechar o campeonato a vencer.

“Felizmente conseguimos o objetivo final há algumas semanas, o que foi importante para nós, equipa técnica e os jogadores, pela época difícil e desgastante que tivemos, e para o clube foi muito importante. Os objetivos são tentar o melhor possível: ir a Famalicão e tentar ganhar o jogo é sempre muito importante. É importante acabar com uma vitória e a última imagem é a que fica”, argumentou.

O treinador do Casa Pia direcionou elogios ao grupo de trabalho que comanda, antevendo que vários rumarão no futuro a outros destinos pela qualidade futebolística que demonstraram ao serviço do clube lisboeta.

“Muitos deles provavelmente irão sair para clubes melhores e ficarei muito orgulhoso deles. Se continuarem cá, quer seja com o Gonçalo Santos ou não, também tenho a certeza absoluta de que vão estar muito orgulhosos de continuar no Casa Pia e vão ter muito sucesso”, declarou.

Por fim, Gonçalo Santos concentrou-se exclusivamente no encontro que terá pela frente e considerou pouco relevante comentar temas como a chegada de novos jogadores ou a sua possível renovação.

“Em relação a jogadores que podem ser reforço, vou deixar que seja a comunicação a anunciá-los. Neste momento, o mais importante são os jogadores que cá estão, os nossos e os que têm contrato com o Casa Pia, é nestes que estamos a pensar. Relativamente à minha renovação, como disse, temos vindo a falar. Temos vindo a falar muito, esta semana até falámos mais sobre isso que outras questões”, revelou o técnico, deixando o seu futuro em aberto.

O Casa Pia, 12.º classificado, com 35 pontos, defronta o Famalicão, oitavo, com 42, na sexta-feira, a partir das 18h45, no Estádio Municipal de Famalicão, em duelo da 34.ª e última ronda da I Liga, que conta com arbitragem de Bruno Vieira, da associação de Lisboa.
pub