Taça de Portugal. "Leões" e "águias" a pensarem na final

por Mário Aleixo - RTP
Eternos rivais voltam a estar frente a frente Rodrigo Antunes - Lusa

Sporting e Benfica procuram na quinta-feira, em Alvalade, ficar mais perto da final da Taça de Portugal de futebol, na nona vez que os históricos emblemas lisboetas se defrontam nas "meias" da competição.

Por atuar perante os seus adeptos, o Sporting até pode entrar em campo com algum ligeiro favoritismo, embora venha de uma "tropeção" na I Liga (empate 3-3 com o Rio Ave), enquanto o Benfica aparece motivado pela liderança isolada do campeonato (goleou o Portimonense por 4-0), com mais dois pontos, mas mais um jogo disputado, numa altura em que parece estar a subir de forma.

Tendo em conta o historial, então sim os "leões" têm mostrado autoridade, já que afastaram as "águias" em quatro ocasiões e só foram eliminados uma vez, em meias-finais disputadas em dois jogos.

Contudo, é preciso recuar até 1 de fevereiro de 2021 para encontrar a última vitória do Sporting em Alvalade (1-0), ou seja o Benfica não perde no reduto leonino há mais de três anos, sendo que, depois disso, soma uma vitória (2-0 em 2021/22) e um empate (2-2 em 2022/23).

O último duelo para estar na final da Taça de Portugal aconteceu em 2018/19, com Bruno Fernandes, agora capitão do Manchester United, a ser decisivo no triunfo por 1-0 em Alvalade, depois de um desaire por 2-1 na Luz, onde também marcou. Os "leões" seguiram para a final, que acabaram por vencer, beneficiando da regra dos golos fora, entretanto já extinta.

Contar de "espingardas" de um lado e do outro

Do lado da equipa de Rúben Amorim, Gonçalo Inácio e Trincão lesionaram-se na deslocação a Vila do Conde e estão em dúvida para o dérbi, num "onze" em que não se saberá quem irá estar na baliza leonina.

O espanhol Adán, habitual titular, teve uma exibição para esquecer perante o Rio Ave, enquanto o uruguaio Franco Israel é totalista na Taça de Portugal, tendo sofrido apenas um golo em quatro jogos, todos contra equipa de escalões inferiores.

Já no Benfica, o técnico alemão Roger Schmidt tem praticamente todo plantel disponível (Bernat é única baixa) e poderá voltar a apostar num ataque móvel, como aconteceu com o Portimonense, com Rafa, Di María e David Neres na frente. O português "bisou", enquanto o argentino e o brasileiro também marcaram.

Presente e passado

No único duelo até agora na época, para a I Liga, o Benfica venceu na Luz o Sporting, por 2-1, com uma reviravolta nos descontos.

O Benfica é recordista da Taça de Portugal, com 26 títulos, enquanto o Sporting conta 17 troféus no seu museu.

O encontro entre o Sporting Benfica tem início às 20h45. A segunda mão está agendada para 3 de abril.

pub