"Vamos encontrar uma equipa motivadíssima", previne José Mota

por Lusa
Lusa

O treinador do Farense conta com organização e disciplina tática da sua equipa para anular os pontos fortes do Sporting no jogo de domingo, referente à da 24.ª jornada da I Liga.

“Vamos encontrar uma equipa motivadíssima, jogadores com um objetivo muito grande – que é o de ser campeão – e, portanto, sabemos que vamos passar por muitas dificuldades. Essas dificuldades têm de ser ultrapassadas com carisma, organização e uma disciplina tática muito grande, para tentarmos anular os pontos muito fortes que este Sporting tem”, afirmou José Mota, em conferência de imprensa de antevisão à partida marcada para Alvalade.

Recordando que os algarvios têm tido “prestações positivas” contra as chamadas equipas ‘grandes’, em que incluiu o Sporting de Braga, o treinador do Farense ressalvou que “há jogos com características completamente diferentes” e que o Sporting, em casa, venceu todos os 11 jogos já disputados para o campeonato.

“O que nós pretendemos é ser uma equipa rigorosa, coesa, que muitas das vezes possa jogar, possa assumir o jogo, possa criar desequilíbrios na defensiva do Sporting, esse é um dos nossos objetivos”, realçou.

Questionado sobre a forma como o Farense poderá travar o avançado sueco Gyökeres, José Mota brincou que “a melhor estratégia é que ele não esteja num dia bom”, antes de assegurar que os algarvios devem estar preocupados com as outras figuras ‘leoninas’.

“Claro que o Gyökeres é um excelente avançado, é uma descoberta incrível do Sporting, mas quem está preocupado com um ponta-de-lança e larga todos os outros jogadores, como o Pote [Pedro Gonçalves], o Trincão, ou o Edwards, sabe perfeitamente que têm muita dificuldade”, frisou.

O Sporting, observou, “é uma equipa que joga muitíssimo bem, consegue jogar de várias formas, ora joga em ataque continuado, ora joga em transição”, além dos valores individuais “que sobressaem numa equipa que tem um coletivo muito forte”.

Em relação à má fase do Farense, que não vence há cinco jogos na I Liga, José Mota lembrou a qualidade dos oponentes neste ciclo negativo, como FC Porto, Sporting de Braga, Famalicão e Moreirense, todos acima dos algarvios na tabela.

“Não mudou muito. Mudaram os adversários. Se vocês repararem bem, na primeira volta tínhamos seis pontos [em seis jogos], na segunda temos cinco. Não é uma diferença assim tão grande”, sustentou.

O jogo com o Sporting “é o fecho dos jogos com estes grandes adversários, para depois entrarmos nos jogos do nosso campeonato, onde temos mais probabilidades de fazer pontos e de vencer”, referiu José Mota.

Sporting, segundo classificado, com 56 pontos e um jogo em atraso, e Farense, oitavo, com 26, defrontam-se no domingo, às 18:00, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, com arbitragem de Cláudio Pereira, da associação de Aveiro.
pub