Última Hora
Advogado afirma que Nuno Rebelo de Sousa "nunca disse que não ia ao Parlamento" mas silêncio é para manter

Bruno diz que a derrota com Croácia em "nada muda" as expectativas

por Lusa
Foto: António Cotrim - Lusa

O médio Bruno Fernandes afirmou esta segunda-feira que a derrota no particular com a Croácia (1-2) em "nada muda" as expectativas de Portugal no Euro2024 de futebol, mas admitiu que "há aspetos a melhorar" antes da competição.

"O jogo com a Croácia nada muda naquilo que esperamos no Europeu. Estamos ao nível dos melhores e queremos bater-nos com os melhores. Mesmo só com vitórias na qualificação, já sabíamos que havia aspetos a melhorar. Não quero que pensem que viemos para este Europeu como se já tivesse tudo bem. Há coisas a melhorar", afirmou Bruno Fernandes.

O médio do Manchester United falava aos jornalistas em conferência de imprensa, na Cidade do Futebol, em Oeiras, minutos antes de novo treino da seleção nacional, que na terça-feira tem uma particular, o último antes do Europeu, com a Irlanda, em Aveiro.

"O nosso grupo de qualificação não era fácil, nós é que tornámos as coisas fáceis. Não acho que o aconteceu com a Croácia tenha sido algo de extraordinário. Era um jogo que queiramos ganhar, claro. Temos mais um jogo de preparação e ganhar dá mais alegria e confiança. Queremos ter um sorriso bem grande durante toda a prova", referiu o jogador de 29 anos.

Questionado sobre as seleções favoritas a vencer o Euro2024, Bruno Fernandes lembrou que nenhuma equipa vai viajar para Alemanha sem o objetivo de conquistar o troféu.

"No papel, somos todos favoritos. Ninguém vai lá para não ganhar. Agora, somos uma seleção muito forte a nível individual e temos todas as capacidades para chegar o mais longe possível", frisou.

O Portugal-Irlanda está agendado para as 19:45, no Estádio Municipal de Aveiro, e terá arbitragem do inglês Chris Kavanagh.

A comitiva lusa viaja na quinta-feira para a Alemanha, onde vai ficar instalada em Marienfeld.

No Euro2024, Portugal vai disputar o Grupo F, juntamente com República Checa (18 de junho, em Leipzig), Turquia (22, em Dortmund) e Geórgia (26, em Gelsenkirchen).

Tópicos
pub