Euro sub-17: Selecionador português alerta para motivação e perigos da França

por Lusa

O selecionador português de futebol de sub-17, João Santos, alertou hoje para a qualidade da França, adversária na segunda-feira na terceira e última jornada do Grupo D do Europeu, num jogo em que basta um empate.

“Não nos podemos esquecer que a França há dois anos foi campeã da Europa e no ano passado foi finalista, portanto é uma equipa com muito talento, organizada, combativa. Vai-nos dar muito trabalho e vão fazer pela vida. Esperamos uma equipa que teve um balão de oxigénio no jogo com a Espanha a quatro ou cinco minutos do fim e vai-se agarrar a esse oxigénio que tem, para fazer o resultado que lhes convém”, disse o treinador.

João Santos ‘lançou’ hoje o jogo da última jornada, agendado para segunda-feira às 18:30, no Estádio Ammochostos Epistrofi, em Larnaca, no Chipre, e ao qual a seleção das ‘quinas’ chega numa posição muito confortável, com seis pontos em dois jogos.

“Esta é aquela equipa em que se facilitarmos um bocadinho, podemos ter amargos de boca. Não os queremos, estamos alerta e desconfiados sempre. Temos que ter mais fome do que os franceses no jogo, porque queremos continuar a ganhar e a discutir jogo a jogo”, acrescentou João Santos.

A Portugal, que goleou ingleses (4-1) e venceu espanhóis (2-1), basta um empate para vencer o grupo e passar aos quartos de final da competição, quando Inglaterra, que defronta a Espanha, tem três pontos, e a França igualmente três.

Após a sessão de treino de hoje, em que Duarte Soares foi poupado, devido a alguma fadiga, mas deverá estar para o jogo, também o central Rafael Mota anteviu o que a seleção pode enfrentar diante dos gauleses.

“Eles são muito mais fortes fisicamente do que nós, mas acredito que conseguiremos dar a volta a essa questão. Eles vêm com tudo para ganhar, tal como nós o vamos fazer", disse o defesa, acreditando que a França tentará explorar a profundidade.
pub