Setúbal conquista Alvalade e a permanência

| Sporting

A festa em Alvalade foi verde-e-branca, mas não do Sporting
|

Em mais uma péssima noite do Sporting em casa, a nota de destaque vai para o Setúbal, que conquistou em Alvalade o direito de figurar entre os melhores do futebol português na próxima época. Jailson apontou o golo que valeu os três pontos aos sadinos no reduto do Sporting, que perde terreno para o Braga na corrida pelo terceiro lugar numa luta que só terminará na última jornada do Campeonato, quando os arsenalistas receberem os leões.

O Sporting comprometeu hoje as aspirações de chegar ao terceiro lugar da Liga de futebol, depois da derrota por 1-0 em casa frente a um Vitória de Setúbal que assegurou a manutenção na 29.ª e penúltima jornada.

A equipa do Sporting, que terá de vencer em Braga na última jornada para concretizar o objetivo do terceiro lugar e a presença no "play-off" para a fase de grupos da Liga Europa, despediu-se do Estádio José Alvalade com a oitava derrota e sob um forte coro de assobios.

Um golo de Jaílson fez a festa do Vitória de Setúbal e acentuou uma época verdadeiramente desastrosa do Sporting em casa, com cinco empates e quatro derrotas nesta temporada em jogos do campeonato e um registo de 18 golos marcados e 16 sofridos.

No primeiro período, o Sporting, com o jogo ofensivo a passar todo pelo chileno Matias, revelou organização e intenção, mas encontrou pela frente um bloco defensivo determinado em não conceder nem tempo nem espaço.

Quando acelerava, o coletivo de José Couceiro, que realizou o derradeiro encontro no estádio José Alvalade nesta época como técnico do Sporting, aproximava-se com perigo da baliza de Diego.

Hélder Postiga (26 minutos) e Izmailov (15) desfrutaram das melhores ocasiões, anuladas pela intervenção arrojada de Diego.

Aos 38, não interveio o guarda-redes do Vitória de Setúbal, mas foi Hugo Leal, sobre a linha de golo, que evitou que Postiga abrisse o marcador.

Em resposta ao cabeceamento de Postiga, o Vitória de Setúbal, a gerir o tempo, esteve perto de marcar. Pitbull, colocado na ala esquerda do ataque sadino para explorar a menor experiência de Cédric, desmarcou Miguelito, que cruzou rasteiro para o coração da área, onde surgiu Zeca sem qualquer marcação, para remate ao lado.

Antes, o Vitória de Setúbal apenas tinha visado a baliza do Sporting aos 8 minutos, com um remate rasteiro de Neca, desferido de longa distância, que não colocou em causa a segurança de Rui Patrício.

O empate interessava ao conjunto de Bruno Ribeiro e o Vitória de Setúbal regressou do intervalo com a mesma toada, mais preocupado em não permitir as ações dos jogadores do Sporting do que procurar o golo.

O tempo foi-se esgotando e Jaílson, sem que Torsiglieri lhe oferecesse oposição, gelou o público afeto ao Sporting, finalizando o trabalho de Pitbull com um golpe de cabeça aos 55 minutos que fez a história do único golo do encontro.

José Couceiro reagiu logo e, depois de tirar Torsiglieri e fazer recuar Daniel Carriço da posição de "trinco" para defesa central, lançou Valdês, para tentar dar velocidade ao jogo do Sporting pela ala esquerda.

A turma setubalense recuou mais e o Sporting intensificou o assalto à baliza contrária, apesar de mais dificuldades de progressão num meio campo mais povoado.

Aos 59 minutos, o Sporting quase marcou, mas Diego aplicou-se para negar o golo a Matias, após Yannick ter amortecido a bola de cabeça para o chileno.

Com o Vitória de Setúbal a defender a todo o custo a preciosa vantagem, Couceiro alargou o ataque, colocando Saleiro ao lado de Postiga, depois de saída de Izmailov (74').

Mais tarde, Vukcevic entrou para nos últimos nove minutos. Era clara a intenção do treinador dos "leões", mas o resultado foi inconsequente e o Sporting acabou em desespero à procura do golo, com Rui Patrício, num dos últimos lances, a subir à área contrária para tentar a sorte - sem efeitos práticos.

Artigos Relacionados

A informação mais vista

+ Em Foco

A Girl Move Academy existe há quatro anos com o objetivo de criar uma geração de mulheres líderes.

    Em entrevista à RTP, o paquistanês Ahmad Nawaz recorda o ataque de 2014 a uma escola de Peshawar.

    Fotografias da autoria do artista berlinense Martin Dammann lançam luz sobre o lado mais obscuro da Wehrmacht.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.