Mourinho avisa que nenhum jogador do Manchester United é intocável

| Futebol Internacional

|

O treinador José Mourinho garantiu que nenhum futebolista do Manchester United é intocável, elogiando ainda o período de cinco jogos consecutivos sem perder.

"Acho que o único intocável que deve haver na nossa equipa é o espírito, o compromisso, o orgulho e o respeito pelos adeptos. Isso tem de ser intocável, não os jogadores", avisou, na véspera de defrontar os turcos do Fenerbahçe na Liga Europa.

O técnico português contornava a questão sobre o 'capitão' Wayne Rooney, de 30 anos, que tem visto diminuída a sua influência na equipa, na qual foi titular pela última vez em setembro, na Taça da Liga, no triunfo frente ao modesto Northampton.

"Rooney está a trabalhar bem. É um dos responsáveis pelo bom ambiente que se respira, porque é uma pessoa positiva e um grande exemplo para todos. Foi convocado e só no início saberemos se a titular ou no banco", disse.

Segunda-feira, o Manchester United empatou 0-0 em casa do Liverpool, no que foi o quinto desafio sem perder, o que não evitou criticas ao futebol da equipa por parte de adeptos, imprensa e antigos atletas do clube.

"Os jogadores sentem-se bem. Não acho que foi por esse jogo, mas pelo bom ambiente e pela confiança que temos. Sabemos que isto é um processo e conhecemos bem as dificuldades", concluiu.

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    A Alemanha foi a votos com uma economia próspera. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.

      Em entrevista exclusiva ao "Olhar o Mundo" aquele que já foi o mais novo primeiro-ministro da União Europeia (2014-2016) aconselha Portugal a apostar nas novas tecnologias e na juventude do país.

      O ímpeto independentista ganhou força, motivado pela crise e pelas divergências em relação ao Estatuto da Autonomia da Catalunha.