Nasri: "Ferme ta gueule", para jornalista de "L`Équipe"

| Euro 2012

Samir Nasri
|

O marselhês do Manchester City assume ter visado o jornalista do diário desportivo francês que o interpelou sobre o seu gesto

Um "cala o bico", com um peso ofensivo substancialmente maior em francês, foi a reação visível, através da TV, de Samir Nasri, depois de marcar o golo do empate, esta segunda-feira, no jogo da primeira jornada do grupo D do Euro, em Donetsk, Ucrânia, frente à seleção inglesa.

Depois de designado pela UEFA como "homem do jogo", o avançado explicou ter visado com o gesto o "L'Équipe".

Um jornalista do diário desportivo gaulês "perguntou-me contra quem eram os insultos, e eu disse-lhe serem contra ele", declarou simplesmente Nasri, ao passar, já tardiamente, na zona mista, depopis de sujeitar-se ao controlo antidoping.

Sobre o assunto, o selecionador francês manifestou-se de forma evasiva: "Isso é entre ele e os seus detratores", disse Laurent Blanc. "É algo de pessoal, não tenho de me imiscuir. Ele estava feliz por marcar um golo. Sobre aquele gesto de humor, é a ele que se deve perguntar a quem foi dirigido".

A informação mais vista

+ Em Foco

Elina Fraga, bastonária da Ordem dos Advogados, disse no 360º da RTP3 que a imunidade diplomática não pode ser geradora de impunidade.

O padre jesuíta Nuno da Silva Gonçalves vê a universidade como um grande laboratório da Igreja Católica com alunos de 130 países.

A ponte que começou por se chamar Salazar e recebeu, depois da Revolução dos Cravos, a designação de 25 de Abril cumpriu meio século. A RTP assinalou o aniversário com um dossier multimédia.

    Uma rubrica do site da RTP e do Jornal 2 dentro do contexto evocativo do centenário da Grande Guerra. Será emitida todas as segundas-feiras.