O Sábio

29 Mar, 2017 | Episódio 62

Partilhar este episódio
Posi�ao Corrente: minutos e segundos
Ir para o Minuto:
Play - O Sábio

O Sábio

29 Mar, 2017 | Epis�dio 62

Cândida apercebe-se que Rita fingiu estar deitada a dormir e saiu de casa.

A festa no clube está animada. As tentativas de Cândida em contactar com Rita passam despercebidas no ruído da festa. João vai sendo atencioso com Rita, mas ela diz-lhe que está de partida com o seu grupo de amigas, ele fica com pena que ela não o ajude a arrumar tudo no final. Um rapaz pede a João que lhe arranje qualquer coisa que anime ainda mais a noite, ele diz-lhe que não tem de momento, mas que para a próxima, já o pode ajudar.

Rita chega a casa e é surpreendida pela Avó que está à sua espera. Cândida deixa-a ir dormir, mas avisa-a que na manhã seguinte vão ter uma conversa séria.

Pedro conta a Jorge que teve um pesadelo em que a noiva que está no caixão, era Sofia. Jorge aconselha-o a não dar demasiada importância, considera que os sonhos são a maneira das pessoas processarem o que lhes acontece, lembra-o de que ele tem uma grande preocupação com a Sofia. Mas que não deve confundir este pesadelo, com premonições.

Cândida passa no consultório de Manuela e dá-se conta que ela quase não tem consultas agendadas. Pede a Graça que seja mais ativa e que cative os clientes. Graça reage dizendo a Telmo que um dia se vai embora, ele comenta que também se irá embora e que ainda vai ser o cartomante mais famoso do país.

Rita conta a Gabriel que foi apanhada pela avó. Gabriel ao aperceber-se da clandestinidade da festa, alerta-a para ter cuidado e que o João pode ficar em maus lençóis com os pais e com a Policia. Rita diz-lhe que ela é apenas, cliente da casa.

Cremilde e António não percebem de onde vem o cheiro a tabaco que sentem no clube. Encontram uma beata e António mostra-se muito desiludido, pelos maus vícios que o filho já está a adquirir ao trabalhar na noite.

Arnaldo leva os ratos, dentro do seu equipamento, para a aula de dança. Não aguenta a comichão que lhe fazem e eles acabam por sair, deixando todos os alunos de dança muito impressionados, ao ponto de Júlia desmaiar. Dulce convida Arnaldo a abandonar a aula.

Domingos convida Sandra para tomar café com ele. Conversam sobre o desgosto que o namorado lhe provocou e Domingos pede-lhe que lhe faça uma massagem.

João pede a Gil que lhe arranje droga, para ele dar aos clientes que querem consumir. Gil fica reticente em ajuda-lo.

Carmen conta a Valentim que ela e Pedro, estão novamente juntos. Confessa ao amigo que o contexto de Luís é que não a deixa estar mais feliz. Valentim mostra-se muito desconfortável.

Rogério tenta convencer Luís a acreditar que se vai fazer justiça. Conta-lhe que vai haver uma festa nos bombeiros, um baile de máscaras e ele pensa conquistar Evelina nessa noite.

Evelina comenta com Jorge que em tempos teve o sonho de ser médica. Jorge incentiva-a a voltar a pensar nisso. Compromete-se a ajuda-la e Evelina fica entusiasmada.

Evelina conta aos amigos que Jorge já reparou nela, até disse que ela dava uma bela médica.

Pedro ao almoço com Sofia, procura harmoniza-la com a mãe. Defende que apesar de todos os seus defeitos, Manuela sempre esteve ao seu lado, foi ela que a criou e fez um ótimo trabalho. Sofia sente-se mal ao dirigir-se a Romão como pai, mas Pedro conforta-a, dizendo que é absolutamente normal e que ele fez esse papel para ela. Ao falarem de Luís, Pedro comenta que as suas dúvidas são compreensíveis, mas que em breve o caso dele irá estar resolvido. Sofia quer saber se ele vai ser condenado ou absolvido, mas Pedro diz que não sabe todas as respostas.

Júlia vai à farmácia fazer as suas queixas de saúde a Ricardo, mas acusa-o de a estar a despachar. Assim que ela sai, o farmacêutico pega no telemóvel e envia uma mensagem.

Luís recebe uma mensagem, dizendo para estar dentro de uma hora no castelo. Apressa-se para sair, mas encontra a sua mãe que quer a sua companhia. Luís mente ao dizer que va Pedro Homem acabou de regressar à cidade onde nasceu e onde passou a maior parte da sua vida (Montemor-o-Novo). Mas de onde desapareceu sem deixar rasto e esteve misteriosamente ausente durante 20 anos.
As razões do seu desaparecimento foram sempre alvo de especulação. Pedro era uma figura popular na cidade, conhecido por fazer as pessoas olharem para a vida por outra perspetiva - e com isso gerou milagres que sempre recusou serem da sua responsabilidade. Na verdade, Pedro tem um dom inexplicável: por vezes vê o futuro. Mas as visões do futuro podem ser simultaneamente uma bênção e uma armadilha. Pedro é, aliás, o exemplo disso: quando ainda jovem, vê a sua namorada, Carmen, vestida de noiva num caixão, com um anel de noivado que perceciona ter sido dado por ele. Como se o destino o avisasse que nunca poderiam viver juntos, talvez por sentirem um amor maior que o mundo.
Pedro acaba por se envolver, já jovem adulto, com Manuela, e tem uma filha com ela. Mas vive então momentos tempestuosos e recebe uma séria ameaça de morte. Para sobreviver, tem de abandonar Montemor - perdendo o contacto com a filha de 5 anos, Sofia. Parte sem dizer nada a ninguém porque não conseguiria explicar uma outra visão que marca a sua vida: o coração dele e da filha estão ligados por um laço especial do destino. Se aquela ameaça de morte se cumprisse e ele morresse, a sua filha morreria também.
Porque voltou Pedro agora? Pela filha? Por Carmen? Por ele próprio?
Montemor-o-Novo está diferente, nestes 20 anos muita coisa mudou. Manuela é entretanto uma taróloga famosa. Carmen explora uma quinta de produção biológica. Sofia é farmacêutica.
Mas há coisas que se mantêm: o Clube de pesca onde os velhos amigos de Pedro ainda se reúnem, o quartel de Bombeiros onde estão sempre prontos os soldados da paz mais divertidos do país e a influência subterrânea e maliciosa de Cândida, a chamada ?bruxa do Alentejo? e mãe de Manuela.
O Sábio é uma estória passada numa cidade antiga e sábia, grande o suficiente para guardar muitos segredos que vão agora ser revelados.