Carlos Carvalhal quer um Rio Ave a reagir à última derrota

| 1.ª Liga

|

arlos Carvalhal, treinador do Rio Ave, espera uma reação da sua equipa na partida desta sexta-feira, frente ao Desportivo das Aves, na terceira jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Os vila-condenses perderam, por 1-0, na sua estreia do campeonato, frente ao Famalicão, na ronda anterior, mas o técnico gostou da resposta que a equipa deu nos últimos minutos, pretendendo "dar continuidade a essa reação"

"Analisámos esse jogo anterior, sabemos o que temos de corrigir. O melhor que tivemos foi a reação, mesmo jogando reduzidos 10 fomos fortes. Isso deixa-me bons indicadores para este jogo com o Aves, onde queremos que haja uma continuidade ao que fizemos de bom", disse Carlos Carvalhal.

Apesar dessa vontade, o treinador do emblema da foz do Ave reconheceu qualidades no adversário, a quem teceu elogios.

"Começaram bem o campeonato, e apesar de perderem com o Boavista, o que foi algo injusto, porque fizeram um jogo muito bom, tiveram, agora, uma boa vitória sobre um forte Marítimo [3-1]. Têm um treinador experiente, que conseguiu fazer uma equipa competitiva", apontou Carlos Carvalhal.

Ainda assim, o técnico garantiu um Rio Ave "que preparou bem o jogo, e mesmo respeitando o adversário, vai querer somar os três pontos".

Sobre possíveis mexidas no 'onze', nomeadamente numa aposta mais vincada nos reforços, Carlos Carvalhal não se alongou, garantindo apenas uma alteração no eixo da defesa, devido ao castigo do Messias, que foi expulso no jogo em Famalicão.

"Não vou adiantar se vou fazer alterações, mas há jogadores que estão a evoluir, e outros que chegaram mais tarde e que estão cada vez mais integrados, e certamente vão ganhar espaço na equipa", sublinhou Carvalhal.

Além da indisponibilidade de Messias, o os vila-condenses não podem também contar com o lesionado Nadjack, tendo o técnico convocado todos os restantes atletas do plantel para este jogo, com início às 21:15 de sexta-feira.

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP ouviu os seis lideres partidários sobre temas que escapam aos programas políticos e que contribuem para definir o perfil dos candidatos.

    Uma sondagem da Universidade Católica aponta para o fim da hegemonia laranja na Madeira, apesar da vitória do PSD nas regionais (38%) do próximo domingo.

    Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.