Joel promete um Estoril positivo frente ao Benfica

| 1.ª Liga

Joel Ferreira promete um Estoril a encarar olhos nos olhos a equipa do Benfica
|

O futebolista Joel Ferreira encara com mentalidade positiva a deslocação do Estoril-Praia ao Estádio da Luz para defrontar o Benfica.

As duas equipas jogam entre si, no próximo sábado, a partir das 18h15, em jogo da 14ª jornada do campeonato da I Liga, de futebol.

O defesa Joel Ferreira, que cumpre a segunda temporada na Amoreira, falou sobre o jogo com o Benfica ao revelar: “Preparamos este jogo como preparamos qualquer outro, com uma mentalidade positiva de que podemos fazer um bom resultado na Luz”, como registou o jornalista da Antena 1, José Carlos Lopes.



Perante uma equipa que, nas competições nacionais, ainda não perdeu em casa esta época, os estorilistas mostram-se conscientes das dificuldades mas, e na voz do lateral Joel, também ambiciosos: “Temos uma grande equipa pela frente, forte em todos os setores. Teremos de estar muito concentrados para contrariar as dificuldades que eles nos vão criar. O Benfica tem a responsabilidade de estar a jogar em casa, tem o objetivo de ser campeão e nós acreditamos que podemos fazer algo positivo”.

Nas declarações aos jornalistas o jogador recusou a ideia de um adversário fragilizado pelo insucesso europeu.

Com três semanas de trabalho sob comando do treinador Ivo Vieira, Joel entende que a diferença se tem notado na maior agressividade da equipa: “As exibições têm sido mais conseguidas nos últimos jogos, temos sido mais acutilantes e agressivos ofensivamente, é esse o registo que queremos manter e continuar a crescer para sairmos desta situação. Não marcamos? Era mais preocupante se não estivéssemos a criar oportunidades. Estamos e no futuro a bola acabará por entrar”.

A equipa do Estoril volta a treinar esta sexta-feira, às 10h00, à porta fechada. No final o treinador Ivo Vieira fará a conferência de imprensa de antevisão ao encontro.

A informação mais vista

+ Em Foco

Entrevista exclusiva de Rui Rio à editora de política da RTP Luísa Bastos.

Abrir uma torneira e vê-la jorrar água. É um ato tão comum que nunca imaginamos um dia em que tal quadro possa desaparecer. Algo que está prestes a tornar-se realidade na África do Sul.

    Foram sinalizados casos de mutilação genital numa escola da Baixa da Banheira. Uma associação trabalha com turmas. Ainda há rapazes que defendem a "submissão" como "saudável".

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.