Arguidos do "Jogo Duplo" suspensos até três anos e meio

por RTP

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol suspendeu quatro dos arguidos do processo "Jogo Duplo" por um período de três anos e meio.

O acórdão considera que os futebolistas João Rodrigues e Hugo Guedes violaram o regulamento disciplinar relativo a corrupção ou coação, e apostas desportivas.

Abel Silva atual treinador do Cartaxo, e Gustavo Oliveira, empresário de futebol, foram também suspensos e condenados a pagar multas de 1.800 euros.

Na base das condenações estão ainda crimes de associação criminosa em competição desportiva.

Todo este processo está relacionado com viciação de resultados e tem 27 arguidos.