Futebol de Lés a Lés

| Entrevistas
Futebol de Lés a Lés

O Atlético SAD procura na motivação evitar a descida aos distritais.

A equipa principal de futebol do Atlético Clube de Portugal SAD dada como morta e enterrada no Campeonato de Portugal renasce das cinzas e luta com todas as forças pela manutenção.

O Atlético SAD tem vivido uma época de pesadelo. Na 1ª fase do Campeonato de Portugal não ganhou qualquer jogo empatou 2 e perdeu 16. Até agora na 2ª fase ganhou 4 empatou 3 e perdeu 5.

A dois jogos do final passou a depender de si para assegurar a manutenção.

Nesta edição de Futebol de Lés a Lés o treinador Fernando Morgado revelou a que se deve o renascer da equipa e do mítico espírito alcantarense: “Fazer os jogadores acreditarem, motivá-los e mostrar-lhes que era possível sobreviver com trabalho, dedicação e empenho”.

O presente mostra-se mais desanuviado do que o passado porque como explicou o técnico: “Dependemos só de nós para conseguir o objetivo mínimo que é disputar o ‘play-off’ de manutenção e matematicamente até podemos ficar de forma direta no Campeonato de Portugal”.

Quisemos saber à distância de dois jogos, o último com o Almancilense e este domingo com o Malveira, se o treinador acredita que a equipa muito jovem conseguirá ultrapassar a pressão e o cariz decisivo dos desafios. Fernando Morgado respondeu: “A equipa acredita sobretudo pela forma convincente e positiva como tem jogado, afinal ganhar é a condição natural de quem joga e isso não implica pressão”.

De destacar que nos últimos quatro jogos a equipa averbou dois empates e duas vitórias.

A terminar o treinador da formação alcantarense deixou um elogio rasgado à sua equipa: “Estes meninos já sofreram muito e são campeões por aquilo que já fizeram”.

A informação mais vista

+ Em Foco

Os dados do sistema de Informação de Fogos Florestais da União Europeia (EFFIS) indicam que só entre os dias 14 e 15 de outubro arderam em Portugal continental cerca de 200 mil hectares.

    Na primeira entrevista pós-autárquicas, à Antena 1, Jerónimo de Sousa não poupou nas palavras. Afirmou que o "Governo ficou mal na fotografia e subestimou a situação" dos fogos.

    Impostos, orçamentos, metas para o próximo ano. A RTP descodifica a proposta de Orçamento do Estado apresentada pelo ministro das Finanças esta sexta-feira.

      Acionar o artigo 155 da Constituição espanhola representa um momento único na História de Espanha. O Governo de Madrid já definiu os setores que quer controlar de imediato.