"É um grande momento na minha carreira"

| Futebol Internacional

Legenda da Imagem
|

Cristiano Ronaldo assumiu, ao receber pela quinta vez a Bola de Ouro, prémio atribuído pela revista francesa France Football ao melhor futebolista do ano, que este é um grande momento da sua carreira.

"Sinto-me feliz. É um grande momento na minha carreira. Estou contente por ter tido uma época fantástica, com a vitória na Liga dos Campeões e na liga espanhola. Em termos individuais, consegui tornar-me o melhor marcador da história da `Champions`. E a conquista desses troféus ajuda a conquistar estes prémios", reconheceu o capitão da seleção nacional.

Ronaldo agradeceu aos colegas do Real Madrid e aos companheiros da seleção e também a todos aqueles que o ajudaram a estar em grande forma.

Momentos antes, ainda no topo da Torre Eiffel, onde surgiu com a Bola de Ouro na mão, o avançado madridista confessou que nunca esperou receber o prémio naquele cenário.

"É fantástico. É uma grande experiência, não estava à espera, está frio, mas não há problema", disse.

Ronaldo ganhou hoje pela quinta vez a Bola de Ouro, prémio atribuído pela revista francesa France Football ao melhor futebolista do ano, somando o quarto troféu nos últimos cinco anos.

Cristiano Ronaldo, que conquistou em 2017 a Liga dos Campeões, a liga espanhola, a Supertaça europeia e a Supertaça espanhola pelo Real Madrid, igualou os cinco troféus do argentino Lionel Messi (2009 a 2012 e 2015).

O `capitão` da seleção lusa, que recebeu o troféu numa cerimónia realizada na Torre Eiffel, em Paris, já tinha arrebatado a Bola de Ouro em 2008, 2013, 2014 e 2016, nas edições intermédias num prémio entregue conjuntamente pela France Football e a FIFA.

 

 

Tópicos:

Lionel Messi, Torre Eiffel,

Pesquise por: Lionel Messi, Torre Eiffel,

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        A Austrália enfrenta a maior seca de que há memória, afetando agricultores e criação de gado.