Portugal e Egito medem forças a pensar no Mundial

| Futebol Internacional

A seleção portuguesa começa a correr para o Mundial da Rússia
|

As seleções de Portugal e do Egito defrontam-se, esta sexta-feira, a partir das 19h45, no Estádio Letzigrund, em Zurique, a 83 dias do início do Campeonato do Mundo da Rússia. Os portugueses aproveitam frente a um adversário africano para perceber o que podem enfrentar na competição com a seleção de Marrocos.

O jogo com transmissão na RTP 1 e relato na Antena 1 será aproveitado pelos jogadores portugueses para voltarem a estar juntos e consolidar processos de jogo.

Quanto a um resultado positivo reforça o prestígio de um grupo que o selecionador Fernando Santos vê satisfeito e unido, como registou o jornalista David Carvalho na conferência de imprensa de antevisão da partida.



Junto da seleção está o jornalista Fernando Eurico que regista tudo o que de importante acontece à volta do jogo. No Estádio Letzigrund é a segunda vez que a seleção atua, na estreia defrontou a Itália e perdeu. No histórico de jogos com o Egito a equipa das quinas leva três desafios realizados com duas vitórias e uma derrota. O desaire remonta a1928.



As principais figuras das duas equipas, Cristiano Ronaldo e Salah, reencontram-se nos relvados dois anos depois. O português levou sempre a melhor.



À margem do encontro os emigrantes podem ver de perto a taça de campeão da Europa conquistada por Portugal, durante a tarde desta sexta-feira.



Depois deste embate com o Egito segue-se o encontro com a Holanda, três dias mais tarde, às 19h30, de segunda-feira, em Genebra.

Recorde-se que depois destes particulares, Portugal já tem agendados mais três, em 28 de maio com a Tunísia em Braga, em 2 de junho na Bélgica, e em 7 de junho com a Argélia em solo luso.

A 9 de junho, a comitiva lusa parte para a Rússia, onde começa o Mundial2018 em 15 de junho, frente à Espanha. No dia 20, mede forças com Marrocos e, no dia 25, com o Irão, de Carlos Queiroz, em encontros do grupo B.

A informação mais vista

+ Em Foco

Raptos e assassínios de opositores em países estrangeiros, levados a cabo pelos serviços secretos, têm um longo historial.

Logo após a recuperação das armas roubadas, o ex-chefe do Estado-Maior do Exército proibiu a PJ de entrar na base de Santa Margarida.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.