Portugal e Egito medem forças a pensar no Mundial

| Futebol Internacional

A seleção portuguesa começa a correr para o Mundial da Rússia
|

As seleções de Portugal e do Egito defrontam-se, esta sexta-feira, a partir das 19h45, no Estádio Letzigrund, em Zurique, a 83 dias do início do Campeonato do Mundo da Rússia. Os portugueses aproveitam frente a um adversário africano para perceber o que podem enfrentar na competição com a seleção de Marrocos.

O jogo com transmissão na RTP 1 e relato na Antena 1 será aproveitado pelos jogadores portugueses para voltarem a estar juntos e consolidar processos de jogo.

Quanto a um resultado positivo reforça o prestígio de um grupo que o selecionador Fernando Santos vê satisfeito e unido, como registou o jornalista David Carvalho na conferência de imprensa de antevisão da partida.



Junto da seleção está o jornalista Fernando Eurico que regista tudo o que de importante acontece à volta do jogo. No Estádio Letzigrund é a segunda vez que a seleção atua, na estreia defrontou a Itália e perdeu. No histórico de jogos com o Egito a equipa das quinas leva três desafios realizados com duas vitórias e uma derrota. O desaire remonta a1928.



As principais figuras das duas equipas, Cristiano Ronaldo e Salah, reencontram-se nos relvados dois anos depois. O português levou sempre a melhor.



À margem do encontro os emigrantes podem ver de perto a taça de campeão da Europa conquistada por Portugal, durante a tarde desta sexta-feira.



Depois deste embate com o Egito segue-se o encontro com a Holanda, três dias mais tarde, às 19h30, de segunda-feira, em Genebra.

Recorde-se que depois destes particulares, Portugal já tem agendados mais três, em 28 de maio com a Tunísia em Braga, em 2 de junho na Bélgica, e em 7 de junho com a Argélia em solo luso.

A 9 de junho, a comitiva lusa parte para a Rússia, onde começa o Mundial2018 em 15 de junho, frente à Espanha. No dia 20, mede forças com Marrocos e, no dia 25, com o Irão, de Carlos Queiroz, em encontros do grupo B.

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.