Sevilha termina liga espanhola a golear despromovido Osasuna

| Futebol Internacional

O Sevilha terminou hoje a Liga espanhola de futebol com uma goleada 5-0 ao despromovido Osasuna, numa 38.ª jornada na qual apenas falta decidir o título e a Liga Europa.

O extremo Vitolo (10 e 80) e os avançados argentino Vázquez (20 e 60) e montenegrino Stevan Jovétic (35) consumaram o resultado expressivo.

O Sevilha concluiu a liga no quarto lugar, que dá direito a discutir entrada na Liga dos Campeões, enquanto o Osasuna desce, por ter sido penúltimo.

Com Bruno Gama no banco, o Corunha venceu o Las Palmas, do titular Hélder Lopes, por 3-0, com tentos do avançado romeno Florin Andone (04 e 28) e Carles Gil (39): os galegos terminaram a época no 16.º e os ilhéus no 14.º, com mais três pontos.

O Sporting de Gijon, que já tinha a descida confirmada, despediu-se com empate caseiro 2-2 com o Bétis: Douglas Pereira (07) ainda lhe deu vantagem, mas golos de Rúben Castro (22 e 59) permitiram a reviravolta para os andaluzes, que viram Carlos Carmona (79) estabelecer a igualdade final.

Os asturianos terminaram a competição em 18.º e antepenúltimo lugar, enquanto o Bétis conclui com modesto 15.º.

O Leganés, que tinha conseguido sofrida permanência, empatou 1-1 com o Alavés, que se adiantou com golo do médio sérvio Nenad Krsticic (64), sendo que David Timor (89) igualou já perto do fim.

O Leganés concluiu a liga em 17.º, sendo o primeiro a evitar a descida, enquanto o Alavés é, provisoriamente, nono.

O título decide-se no domingo: o Real Madrid, que tem três pontos de vantagem, visita o Málaga, 11.º, enquanto o Barcelona recebe o Eibar, 10.º.

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.